Éter de petróleo

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Esta página ou secção não cita fontes confiáveis e independentes, o que compromete sua credibilidade (desde Julho de 2012). Por favor, adicione referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Conteúdo sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)

Éter de petróleo é o nome dado à fração volátil (ou fração etérea) do petróleo. Quimicamente é uma mistura de vários hidrocarbonetos, principalmente pentano e hexano, e obtém-se por destilação do petróleo. Durante a destilação separam-se diferentes frações de éter de petróleo de acordo com o seu ponto de ebulição. Assim, estão disponíveis comercialmente diferentes frações de éter de petróleo com pontos de ebulição que variam desde 30-40 ºC até 100-120 ºC.

Aplicações práticas[editar | editar código-fonte]

É utilizado como solvente apolar em laboratório, nas indústrias, nas tinturarias, em lavagens a seco, como desengraxante e na remoção de adesivos.

Composição Química[editar | editar código-fonte]

Broom icon.svg
Se(c)ções de curiosidades são desencorajadas pelas políticas da Wikipédia.
Ajude a melhorar este artigo, integrando ao corpo do texto os itens relevantes e removendo os supérfluos ou impróprios (desde janeiro de 2012).
  • Curiosamente, ao contrário do éter etílico e outros éteres, não contém oxigênio na sua estrutura química, sendo que não possui a função éter, levando apenas em sua nomenclatura usual.
  • Nada tem a ver com o composto orgânico denominado éter etílico ou éter sulfúrico (C2H5–O–C2H5). A coincidência de nomes é devida à alta volatilidade desses hidrocarbonetos (semelhante à do éter etílico).