Campanhas de Pacificação e Ocupação

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

Campanhas de Pacificação e Ocupação foi a designação dada a um conjunto vasto de operações militares, de envergadura muito desigual, conduzidas nas últimas décadas do século XIX e nas primeiras duas décadas do XX pelas forças armadas portuguesas nas colónias africanas de Portugal.[1] Foram nestas campanhas que se travaram os combates de Môngua, em Angola, e de Chaimite, em Moçambique,[2] onde Joaquim Augusto Mouzinho de Albuquerque capturou o rei vátua Gungunhana.[3]

Referências

  1. Matias 2010, p. 9-30.
  2. Matias 2010, p. 17-19.
  3. Matias 2010, p. 9.

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre História de Portugal é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.