Canção do Outono (Paul Verlaine)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Canção do Outono é um dos poemas mais famosos de Paul Verlaine, poeta e escritor francês.

Sua primeira estrofe, levemente alterada, foi utilizada pela Rádio Londres (BBC de Londres) nos dias 1º, 2, 3 e 5 de junho de 1944, como forma de informar a resistência francesa Ventriloquist sobre a proximidade do desembarque aliado na França ocupada, ocorrido na manhã do dia 6 de junho, na Normandia.


Les sanglots longs
des violons
de l'automne
Blessent mon coeur
d'une langueur
monotone.

Alphonsus de Guimaraens propôs uma tradução para o português[1]:

Os soluços graves
Dos violinos suaves
Do outono
Ferem a minh'alma
Num langor de calma
E sono.


Os chefes das organizações de sabotagem na França receberam aviso para escutar cuidadosamente a BBC nos dias 1º, 2, 15 e 16 de cada mês. Os primeiros versos do poema de Verlaine sobre o outono constituíram o código escolhido. Sua aparição em meio a outras mensagens significaria que o dia da invasão estava próximo. A partir desse momento, a escuta deveria tornar-se permanente. Os três últimos versos indicariam que o desembarque operar-se-ia dentro de 48 horas.[2]

Nos dias 1º, 2 e 3 de junho de 1944, os três primeiros versos foram ao ar. Na data de 5 de junho, às 21h15, deu-se a audição dos últimos versos, repetida às 21h20, 22h e 22h15, marcando a excitação crescente de quem as recebeu.[3]


  1. http://www.algumapoesia.com.br/poesia/poesianet024.htm
  2. CARELL, PAUL. Invasão 44. 3ª edição. São Paulo: Ed. Flamboyant, 1965. 339 pgs. Título original em alemão: Sie Kommen!
  3. CARELL, PAUL. Invasão 44. 3ª edição. São Paulo: Ed. Flamboyant, 1965. 339 pgs. Título original em alemão: Sie Kommen!