Disciplina

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Disciplina (do latim disciplina) é um termo que designa um determinado ramo do conhecimento. No âmbito escolar, designa um conjunto de aulas aos quais os alunos assistem e sobre as quais eles serão examinados, podendo ser aprovados ou não.[1]

Colagem de fotos retratando fenômenos estudados pela física: a física é uma disciplina científica

Disciplinas obrigatórias, eletivas e optativas[editar | editar código-fonte]

Os cursos de nível superior compõe-se de disciplinas obrigatórias (isto é, que devem ser cursadas obrigatoriamente pelo aluno) e de disciplinas optativas ou eletivas (que são escolhidas livremente pelo aluno).[2]

Disciplinas como campos de saber[editar | editar código-fonte]

Como campos específicos de saber, as disciplinas se referem aos mais diversos âmbitos de produção de conhecimento ou campos de práticas, muitas delas também inseridas como cursos de nível superior. Neste sentido mais geral, podem ser consideradas disciplinas âmbitos de estudo como a História, a Geografia, Antropologia, Sociologia - para mencionar disciplinas relacionadas à grande área das ciências humanas, ou como a Física, Química, Medicina, Engenharia, Biologia, Oceanografia e inúmeras outras, pertinentes às chamadas ciências exatas e ciências naturais. Tal como assinala José D'Assunção Barros em um artigo intitulado "Disciplinas: entendendo como funcionam os campos de saber", todas as disciplinas são históricas, no sentido de que foram inventadas pelos seres humanos e precisam ser constantemente reinventadas para continuarem existindo. Segundo o autor, "existem inúmeras dimensões reciprocamente implicadas para a formação e continuidade de uma disciplina: a produção de instâncias teóricas e metodológicas, a constituição de uma linguagem comum entre os seus praticantes, a definição e constante redefinição de seus objetos de estudo, uma singularidade que as diferencia de outros saberes, uma complexidade gradual interna que termina por gerar novas modalidades no interior da disciplina, e, por fim, o mais importante: a rede humana que a constitui este ou aquele campo de saber em especial"(BARROS, 2011, p.254-265). Quando cada um destes aspectos está bem desenvolvido, tem-se uma disciplina bem constituída, o que se reflete frequentemente em outros desdobramentos, como a formação de uma comunidade científica partilhada pelos diversos praticantes do campo disciplinar, a inserção do campo no âmbito dos cursos de graduação, a fundação e manutenção de revistas científicas especializadas no campo, a ocorrência constante de congressos frequentados pelos praticantes do campo disciplinar em questão, a criação de instituições que representam os profissionais do campo de saber, e assim por diante. [3]

Portal A Wikipédia possui o portal:


Portal A Wikipédia possui o portal:
Ícone de esboço Este artigo sobre educação ou sobre um educador é um esboço relacionado ao Projeto Ciências Sociais. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.

Referências

  1. FERREIRA, A. B. H. Novo dicionário da língua portuguesa. 2ª edição. Rio de Janeiro. Nova Fronteira. 1986. p. 595.
  2. Faculdade de São Vicente. Disponível em http://www.fsv.edu.br/wp-content/uploads/2013/04/Regulamento-Disciplinas-Eletivas-e-Optativas-2011.pdf. Acesso em 12 de abril de 2015.
  3. BARROS, José D'Assunção. Uma Disciplina: entendendo como funcionam os diversos campos de saber. Opsis, vol.11, n°1, 2011, p.252-270. Disponível em http://www.revistas.ufg.br/index.php/Opsis/article/viewFile/11246/9500. Acesso em 11 de julho de 2015.