Fisiognomia

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
(Redirecionado de Fisiognomonia)
Ir para: navegação, pesquisa
NoFonti.svg
Esta página ou secção cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo, comprometendo a sua verificabilidade (desde janeiro de 2013).
Por favor, adicione mais referências inserindo-as no texto. Material sem fontes poderá ser removido.—Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)

Fisiognomia ou fisiognomonia teve sua origem na Índia, quando antigos habitantes daquele país estudavam rugas no corpo, as causas e as origens das mesmas. Mais tarde foi levada para a China, onde foi estudada e desenvolvida como diagnóstico e hoje é tida como uma subdivisão da medicina chinesa.

"A origem desta ciência remonta à Grécia Antiga, onde era considerada uma ciência natural. Em poucas palavras, podemos defini-la como a ciência que permite através dos traços físicos da pessoa, prever o seu carácter psicológico. Empédocles terá sido certamente o primeiro a abordar esta questão, que mais tarde Hipócrates terá desenvolvido segundo um ponto de vista mais fisiológico, dentro da temática dos climas e dos humores. " (LOUSA, 2013,https://www.academia.edu/10453691/Francisco_de_Holanda_e_a_Fisignomia_Esot%C3%A9rica)

Segundo a fisiognomia os traços da face podem auxiliar em um diagnóstico preciso e ainda indicar um tratamento correto em qualquer área médica, estética, nutricional ou psicológica[1], e a sua técnica consiste em uma avaliação completa do indivíduo. As marcas e traços que surgem no nosso corpo são registos dos nossos hábitos de vida, podendo servir como indicadores de desequilíbrios diversos.

Referências

Lousa, Teresa, Francisco de Holanda e a Fisignomia Esotérica, 2013. https://www.academia.edu/10453691/Francisco_de_Holanda_e_a_Fisignomia_Esot%C3%A9rica

LOUSA, Teresa, O Lugar da Fisiognomia na obra de Francisco de Holanda, 2006, http://repositorio.ul.pt/bitstream/10451/15767/2/ULFBA_PER_ARTE%20TEORIA_N8_2006_MARIA%20TERESA%20LOUSA.pdf