Frederico de Arbórea

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Under construction icon-yellow.svg
Este artigo carece de caixa informativa ou a usada não é a mais adequada. Foi sugerido que adicionasse esta.
Text document with red question mark.svg
Este artigo contém fontes no fim do texto, mas que não são citadas no corpo do artigo, o que compromete a confiabilidade das informações (desde fevereiro de 2019). Ajude a melhorar este artigo inserindo fontes.

Frederico de Arbórea ou Federico Doria-Bas (Castelsardo, 13771387) foi juiz-rei de Arbórea a partir de 1383. Era filho de Leonor de Arbórea e Brancaleone Doria, e portanto sobrinho materno e sucessor do seu tio Hugo III de Arbórea e, dado só ter seis anos aquando da morte deste, governou sob a regência da sua mãe.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Nasceu em Castelgenovese (atual Castelsardo) em 1377, um nobre pertencente à famosa dinastia de origem genovesa. Em 1382, Leonor concedeu um empréstimo de 4 000 florins de ouro a Niccolò Guarco, doge da República de Génova, e que aqueles de sua parte se comprometeriam a reembolsar o montante dentro de um período de dez anos; caso contrário, ele pagaria o dobro. Aliás, foi assinada uma aliança como acréscimo ao empréstimo, em que quando Frederico chegasse à puberdade casaria com Bianchina, a filha do referido doge. No caso em que o casamento não se pudesse celebrar, devido a morte ou outro acidente, o ato se tornaria nulo.

Hugo III foi assassinado em 1383 com a sua única filha Benedita, no decurso de uma conspiração organizada por rebeldes, após o que os nobres de Arbórea elegeram juiz-rei Frederico, que tinha apenas seis anos, porque era supostamente o mais próximo parente do sexo masculino do governante falecido. Na realidade o herdeiro óbvio seria Guilherme I de Narbona, filho de Beatriz, irmã mais velha de Leonor. Por isso a sua mãe teve de enfrentar os pretendentes para garantir imediatamente o reino para o seu filho e derrotar os insurgentes. Além disso, o pai de Frederico, Brancaleone, que na época estava na corte de Aragão, foi preso por ordem do rei Pedro IV de Aragão.

Frederico morreu em 1387, com dez anos, não chegando a ver a libertação do pai. Foi sucedido pelo irmão mais novo, Mariano V, também sob a regência de Leonor devido também à sua menoridade.

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

  • Cuccu F., La città dei Giudici, S'Alvure, Oristano 1996.
  • Pitzorno B., Vita di Eleonora d'Arborea, Mondadori, Milano 2010.


Precedido por
Hugo III
Albero Eradicato del Giudicato di Arborea.svg
Juiz-rei de Arbórea

1383-1387
sob regência de Leonor de Arbórea
Sucedido por
Mariano V
sob regência de Leonor de Arbórea até 1392