Luís José de Matos

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Disambig grey.svg Nota: Para outros significados, veja Luís de Matos (desambiguação).
Luís José de Matos
Luís José de Matos
Nascimento 3 de janeiro de 1860
Chaves, Portugal
Morte 15 de janeiro de 1926
Rio de Janeiro, Brasil
Nacionalidade Português Portugal
Ocupação comerciante, pesquisador
Principais interesses Espiritismo, Comércio, Ciência
Ideias notáveis Racionalismo Cristão

Luís José de Mattos Chaves Lavrador (Chaves, 3 de janeiro de 1860Rio de Janeiro, 15 de janeiro de 1926) foi o fundador do racionalismo cristão. Radicou-se no Brasil com a família quando tinha 14 anos de idade.

Dotado de grande inteligência e de invulgar espírito empreendedor, já aos 23 anos tornava-se próspero homem de negócios, como grande comerciante de café na praça de Santos, não parando aí sua incursão pela atividade empresarial, ao fundar, entre várias companhias, uma estrada de ferro e uma de natureza financeira – o Banco de Santos.

Frequentou o espiritismo kardecista, e teve a idéia de reforma-lo, pois o julgava ser demasiadamente religioso e pouco científico ou racional. Junto com Luiz Alves Thomaz, foi o fundador da doutrina espirualista Racionalismo Cristão no ano de 1910. Inaugurando no Rio, em 1912, a sua sede, o Centro Espírita Redentor, onde até hoje são explanados os princípios da sua doutrina. Quatro anos depois, precisamente no dia 19 de dezembro de 1916, fundou o jornal "A Razão", de circulação nacional.

Colaborou durante toda a sua vida para estudos na área da ciência espírita, vindo a escrever grandes obras literárias. Veio a falecer na cidade do Rio de Janeiro em 15 de janeiro de 1926.

Referências[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]