Open mail relay

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
(Redirecionado de Open relays)
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

Um open mail relay é um servidor SMTP (Protocolo de Transferência de Correio Simples) configurado de tal forma que permite que qualquer pessoa na internet envie e-mail através dele , não apenas mensagens destinadas a ou provenientes de usuários conhecidos.[1][2][3]

História e tecnologia[editar | editar código-fonte]

Até a década de 1990, os servidores de correio eletrônico eram comumente e intencionalmente configurados como retransmissores abertos; essa era a configuração padrão da instalação.[1] O método tradicional store-and-forward de transmissão do e-mail para o destino exigia que ele fosse passado de um computador para outro (através e além da Internet) por meio de modems em linhas telefônicas. Para muitas redes antigas, como UUCPNET, FidoNet e BITNET, listas de máquinas que eram relays abertos eram uma parte essencial dessas redes.[2] A filtragem de e-mail e a velocidade da entrega de e-mails não era prioritária naquele momento e, de qualquer forma, o governo e os servidores educacionais que iniciaram a Internet estavam cobertos por um decreto federal que proibia a transferência de mensagens comerciais.[4][5]

Referências

  1. a b The Trustees of Indiana University (1 de abril de 2008). «In Unix, what is an open mail relay?». University Information Technology Services. Indiana University. Consultado em 7 de abril de 2008. Arquivado do original em 17 de junho de 2007  (em inglês)
  2. a b «What is open relay?». WhatIs.com. Indiana University. 19 de julho de 2004. Consultado em 7 de abril de 2008. Cópia arquivada em 24 de agosto de 2007  (em inglês)
  3. «FTC and International Agencies Announce "Operation Secure Your Server"». Federal Trade Commission. 29 de janeiro de 2004. Consultado em 7 de abril de 2008. Arquivado do original em 6 de março de 2008  (em inglês)
  4. RFC 1192 Commercialization of the Internet
  5. Aber, James S. «Internet and the World Wide Web». ES 351 and 771. Consultado em 7 de abril de 2008  (em inglês)