Cooperação (biologia)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
(Redirecionado de Protocooperação)
Ir para: navegação, pesquisa
NoFonti.svg
Esta página ou secção cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo (desde abril de 2017).
Por favor, adicione mais referências inserindo-as no texto ou no rodapé. Material sem fontes poderá ser removido.—Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)

Cooperação ou comportamentos cooperativos são termos usados para descrever todo comportamento que beneficia ambos os protagonistas e pode ocorrer tanto entre organismos da mesma espécie como entre membros de espécies diferentes. [1] É, pois, uma relação ecológica harmônica, isto é, sem prejuízo a nenhum dos seres envolvidos, podendo ser classificada como intra ou interespecífica.

Há várias teorias que ajudam a explicar a razão da selecção natural favorecer alguns tipos de cooperação. A evolução da cooperação é uma área de estudo activa em biologia evolutiva.

Protocooperação[editar | editar código-fonte]

Protocooperação, mutualismo facultativo ou simbiose não obrigatória é uma espécie de cooperação, uma relação ecológica harmônica, em que ambas as espécies são beneficiadas, mas uma pode viver independentemente da outra. A protocooperação é uma relação benéfica para ambas as espécies, embora lhes seja dispensável. Os seres associados mantêm certa independência: apenas se beneficiam das associações mais ou menos duradouras que estabelecem.

Exemplos[editar | editar código-fonte]

Um exemplo de protocooperação é a relação que ocorre entre o caranguejo bernardo-eremita (paguro) e a anêmona: o paguro serve de meio de transporte para a anêmona, e a anêmona protege o paguro contra o ataque de predadores (devido à presença de substâncias urticantes em seus tentáculos).

Outro exemplo de protocooperação é a relação que ocorre entre as aves-palito e os crocodilos: frequentemente existem sanguessugas e restos de comida entre os dentes dos crocodilos. Por causa disto, o crocodilo abre a boca e permite que a ave-palito pouse dentro dela para se alimentar dos restos de comida e das sanguessugas. Assim, o crocodilo fica livre desses "incômodos" e a ave-palito obtém alimento de maneira fácil e segura (porque o crocodilo não fecha a boca, e nenhum predador da ave-palito se aproxima do crocodilo).

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. West, Stuart A.; Griffin, Ashleigh S.; Gardner, Andrew (2007). «Social semantics: altruism, cooperation, mutualism, strong reciprocity and group selection». Journal of Evolutionary Biology. 20 (2): 415–32. doi:10.1111/j.1420-9101.2006.01258.x. PMID 17305808 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre Biologia é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.