RNA polimerase I

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Esta página ou secção não cita fontes confiáveis e independentes, o que compromete sua credibilidade (desde julho de 2010). Por favor, adicione referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Conteúdo sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)

A RNA polimerase I, também denominada de Pol I, é uma enzima presente nos organismos eucariontes superiores que transcreve o DNA com vista à formação de rRNA (RNA ribossomal). A Pol I é composta por 12 subunidades proteicas (polipéptidos). a Pol I executa 80% de toda a transcrição que ocorre na célula. Todas as 12 subunidades têm contrapartes idênticas ou relacionadas na RNA polimerase II e RNA polimerase III.

O processo de transcrição pela Pol I tem relativa pouca regulação (o rRNA para os ribossomas é sempre necessário em grandes quantidades). Consequentemente, a transcrição pela Pol I é um processo comparativamente simples, com poucos passos que requerem regulação. A Pol I transcreve o grande transcrito que codifica as subunidades de RNA 18S, 5.8S e 28S dos ribossomas de eucariotas. Os trancritos são clivados por snoRNAs. O rRNA 5S é transcrito pela Pol III. Devido à simplicidade da trasncrição pela Pol I, é a mais rápida das polimerases actuantes.

No processo de transcrição (por qualquer polimerase) existem três passos principais:

  1. Iniciação: a construção do complexo de RNA polimerase no promotor do gene, com ajuda de factores de transcrição.
  2. Elongação: a actual transcrição da maioria do gene em um correspondente sequência de RNA
  3. Terminação: a cessação da transcrição de RNA e a desagregação do complexo da RNA polimerase.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre Genética é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.