Área nuclear olmeca

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
A área nuclear olmeca. Os pontos amarelos representam antigos sítios habitados, enquanto que os pontos vermelhos representam achados arqueológicos isolados dissociados de qualquer povoamento antoigo.
"O Lutador", incomum pela sua "dinâmica", foi descoberto em Arroyo Sonso.

A área nuclear olmeca corresponde à porção meridional da região costeira mexicana do golfo do México entre os montes Tuxtlas e o sítio arqueológico olmeca de La Venta, estendendo-se por cerca de 80 km para o interior desde o ponto mais interior da linha de costa do golfo do México. É hoje, como era no tempo do apogeu da civilização olmeca, uma zona de floresta tropical, atravessada por rios sinuosos.

A maioria dos investigadores consideram que a área nuclear olmeca foi o berço da cultura olmeca que se disseminou pela Mesoamérica desde 1500 a.C. até aproximadamente 500 d.C. Esta área é também referida pelo nome Olman.

Os principais sítios da área nuclear olmeca são:

Entre os sítios mais pequenos incluem-se:

Entre as descobertas mais importantes feitas na área nuclear olmeca não associadas a qualquer sítio arqueológico contam-se:

El Azuzul twin.jpg
O Mundo Olmeca
Sociedade Olmeca
Idioma
Deuses
Mitologia
Arte
Escrita
Civilização
História Olmeca
Área nuclear olmeca
Origem
Militarismo Olmeca
Imagens
O Fim

Ver também[editar | editar código-fonte]

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

  • Coe, Michael D. (1989) "The Olmec Heartland: Evolution of Ideology" in Robert J. Sharer and David Grove (eds), Regional Perspectives on the Olmec, Cambridge University Press, ISBN 978-0-521-36332-7.
  • Diehl, Richard A. (2004) The Olmecs: America's First Civilization, Thames & Hudson, London, ISBN 978-0-500-28503-9.
  • Kubler, George (1984) The Art and Architecture of Ancient America: The Mexican, Maya and Andean Peoples, Pelican History of Art, Yale University Press, ISBN 0-300-05325-8.