Âmnion

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

Âmnion (português brasileiro) ou amnião (português europeu) é uma membrana que constitui a bolsa amniótica o qual envolve e protege o embrião.[1] Derivada da somatopleura, que é a combinação do ectoderma com o mesoderma.

As células amniogênicas (formadoras do âmnio) - os amnioblastos - se separam do epiblasto e revestem o âmnio, que envolve a cavidade amniótica. O epiblasto forma o assoalho da cavidade amniótica e é contínuo perifericamente com o âmnio.

Este tem a função de produção do líquido amniótico que protege o embrião contra choques mecânicos e dessecação, mantém a temperatura do corpo e permite a movimentação do embrião. Ocorre em répteis, aves e mamíferos.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Infopédia, Dicionário de Língua Portuguesa da Porto Editora. «Amnião». Consultado em 11 de julho de 2015. 

Moore, Keith L.

Embriologia clínica/Keith L. Moore, T. V. N. Persaud: tradutores

Maria das Graças Fernandes Sales...[et. al.]. - Rio de Janeiro: Elsevier, 2004 - 3ª Reimpressão.

Ícone de esboço Este artigo sobre Embriologia é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.