Égly

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.

Égly é uma comuna francesa localizada a trinta e dois quilômetros ao sudoeste de Paris no departamento de Essonne na região da Ilha de França.

Seus habitantes são chamados Aglatiens[1].

Geografia[editar | editar código-fonte]

Situação[editar | editar código-fonte]

Égly está localizada a trinta e dois quilômetros ao sudoeste de Paris-Notre Dame[2], ponto zero das estradas da França, dezessete quilômetros ao sudoeste de Évry[3], quinze quilômetros ao sudoeste de Palaiseau[4], dois quilômetros a oeste de Arpajon[5], oito quilômetros ao sudoeste de Montlhéry[6], quatorze quilômetros ao noroeste de La Ferté-Alais[7], dezessete quilômetros ao nordeste de Dourdan[8], dezessete quilômetros ao nordeste de Étampes[9], dezenove quilômetros ao sudoeste de Corbeil-Essonnes[10], vinte e sete quilômetros ao noroeste de Milly-la-Forêt[11].

Comunas limítrofes[editar | editar código-fonte]

Transportes[editar | editar código-fonte]

A estação de Égly.

A comuna tem em seu território a estação de Égly servida pela linha C do RER.

A estação de Arpajon (linha C do RER) também permite servir uma parte do território da comuna (quartier Est).

A estação de Breuillet - Bruyères-le-Châtel (linha C do RER) também permite servir uma parte do território da comuna (aldeia de Villelouvette).

A commune de Égly é atravessada pela estrada nacional 20 que liga Paris à Espanha (seção Paris - Orleans), a estrada departamental 192 que liga Arpajon a Breuillet e a estrada departamental 19 no extremo sul.

Villelouvette[editar | editar código-fonte]

Ville-Louvette ou Villelouvette foi um fazenda de leprosário de Corbeil localizada no topo da igreja de Saint-Germain onde passa o córrego de Haudre. Ela foi reunida à igreja de Notre-Dame-de-Corbeil em 1604.

Toponímia[editar | editar código-fonte]

Aggliae no século XII, Egleiae no século XII, Adgiae no século XII, E. Esgliis no século XV, Egliacum, Eglies, Alglies[12].

Do latim aeglati, designando uma terra fértil rodeada de sebes[13].

Ela foi criada em 1793 com o seu nome atual.

História[editar | editar código-fonte]

Desde a sua origem, a história de Égly está ligada à de Boissy-sous-Saint-Yon, da qual a paróquia de Égly é no entanto distinta. Buchard de Vaugrineuse, proprietário de terras em Égly, é mencionado em um documento datado de 1100. Por volta do ano 1200, Yolande de Coucy foi senhora de Égly e Boissy. Ela doou vários hectares comunais a essas duas vilas. A partir do século XVII, os senhores de Égly foram também os de Ollainville: a família de Marillac, a Senhora duquesa de Lauzun, o sieur Boucot. Desde 1865, a comuna é servida pela linha ferroviária Paris - Tours, que vai para Dourdan e Vendôme, e a estação de Égly-Ollainville foi criada por volta de 1890. Esta vila, com vocação agrícola, contava com 300 a 350 habitantes na década de 1930 e teve uma rápida expansão a partir da Segunda Guerra Mundial. A cidade comporta hoje três áreas de habitação: o centro histórico, desenvolvido em torno da igreja e da prefeitura, os edifícios situados perto da comuna de Arpajon e a aldeia de Villelouvette.

Cultura e patrimônio[editar | editar código-fonte]

Patrimônio ambiental[editar | editar código-fonte]

As bordas do Orge e os bosques situados a oeste da comuna foram registradas ao título de espaços naturais sensíveis pelo Conselho geral de Essonne[14].

Patrimônio arquitetônico[editar | editar código-fonte]

A torre do sino da igreja Saint-Pierre do século XIII foi registrado nos monumentos históricos em 6 de novembro de 1929[15][16].

Três antigos lavatórios, localizados ao longo do Orge, se juntam ao encanto dos lugares: o primeiro se situa logo abaixo da estrada de Dourdan, o segunda rue du Moulin e o terceiro na aldeia de Villelouvette.

O castelo de Villelouvette, dos XIX, é por si só uma curiosidade arquitetônica: foi adquirida pelo município de Montrouge em 1962[17].

Personalidades ligadas à comuna[editar | editar código-fonte]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Gentílico no site habitants.fr Consultado em 02/04/2009.
  2. Orthodromie entre Égly et Paris sur le site lion1906.com Consultado em 13/09/2012.
  3. Orthodromie entre Égly et Évry sur le site lion1906.com Consultado em 13/09/2012.
  4. Orthodromie entre Égly et Palaiseau sur le site lion1906.com Consultado em 13/09/2012.
  5. Orthodromie entre Egly et Arpajon sur le site lion1906.com Consultado em 13/09/2012.
  6. Orthodromie entre Égly et Montlhéry sur le site lion1906.com Consultado em 13/09/2012.
  7. Orthodromie entre Égly et La Ferté-Alais sur le site lion1906.com Consultado em 13/09/2012.
  8. Orthodromie entre Égly et Dourdan sur le site lion1906.com Consultado em 13/09/2012.
  9. Orthodromie entre Égly et Étampes sur le site lion1906.com Consultado em 13/09/2012.
  10. Orthodromie entre Égly et Corbeil-Essonnes sur le site lion1906.com Consultado em 13/09/2012.
  11. Orthodromie entre Égly et Milly-la-Forêt sur le site lion1906.com Consultado em 13/09/2012.
  12. Hippolyte Cocheris, Anciens noms des communes de Seine-et-Oise, 1874, ouvrage mis en ligne par le Corpus Etampois.
  13. Origine des noms de lieux de Paris et grande couronne, Jean-Marie Cassagne, Mariola Korsak, .-M. Bordessoules, 2009, page 150
  14. Carte des ENS d'Égly sur le site du conseil général de l'Essonne.[ligação inativa] Consultado em 07/02/2013.
  15. Mérimée IA91000275, Ministère français de la Culture. (fr). Consultado em 01/03/2010.
  16. Mérimée PA00087890, Ministère français de la Culture. (fr). Consultado em 01/03/2010.
  17. Le Patrimoine des communes de l'Essonne, Editions Flohic, décembre 2001.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]