Émile David

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Émile David (Berlim, 1839 - Porto, 1873), também referenciado como Emílio David, foi um arquiteto paisagista, autor do desenho de grande parte dos jardins da cidade do Porto, na segunda metade do século XIX.

Vida[editar | editar código-fonte]

Inicia o seu percurso na cidade do Porto em 1864, ano em que foi convidado para o planeamento e a direção dos jardins do Palácio de Cristal, cargo que ocupa até 1869. É durante este mandato, em 1865, que executa em paralelo os planos para o Jardim da Cordoaria e para o Jardim do Passeio Alegre. Entre 1869 e 1870 assume a direção do Horto das Virtudes com José Marques Loureiro. Após este período abre um gabinete próprio junto à Rua de Santa Catarina, onde projecta jardins — sobretudo para residências privadas — e se dedica ao comércio de plantas, sobretudo exóticas.[1][2]


Obras[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Porto Digital, Émile David, Arquitecto.
  2. Universidade do Porto, Edifício da Reitoria da U.Porto - Enquadramento.
  3. Em 2001, foi alvo de uma intervenção do arquiteto Camilo Cortesão, tendo perdido grande parte da sua configuração original