Érico Trolle da Suécia

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Érico Arvidsson Troll (conhecido na Suécia como Erik Trolle; nascido em 1460 e falecido em 1530) foi, a partir de 1487, membro do Conselho Real Sueco (riksråd) e no ano de 1512, regente da Suécia (riksföreståndare).[1][2]

Érico começou sua carreira como padre, e em 1487 entrou na política. Como conselheiro real (riksråd), apoiava o rei João da Dinamarca (Hans), e depois da morte deste apoiou Svante Nilsson. Quando Svante Nilsson morreu em 1512, Érico foi escolhido pelo conselho para novo rei, mas a escolha foi contestada por Sten Sture, o Jovem, que o destituiu e assumiu ele próprio o cargo. Érico Trolle era o pai de Gustavo Trolle.[2][3]

Referências

  1. Ulwencreutz, Lars (2015). «Erik Trolle». Från Oden till Vasa (De Odin até Vasa). Svea Rikes regentlängder - 110 regenter på 1500 år (Listas de regentes do Reino dos Sveas - 110 regentes em 1 500 anos) (em sueco). [S.l.]: Google Livros. p. 101. 256 páginas. ISBN 978-1-329-07366-1 
  2. a b Nina Ringbom. «Erik Trolle» (em sueco). Historiesajten.se. Consultado em 5 de abril de 2017 
  3. «Erik Arvidsson Trolle» (em sueco). Projekt Runeberg - Nordisk familjebok. Consultado em 5 de abril de 2017 
Precedido por
Svante Nilsson
Vice-rei da Suécia
1512
Sucedido por
Sten Sture o Moço
Sten Sture den yngre
Ícone de esboço Este artigo sobre História ou um(a) historiador(a) é um esboço relacionado ao Projeto História. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.