Órbita de transferência de Hohmann

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Órbita de transferência de Hohmann (amarelo): Terra → Marte. Órbita da Terra indicada por (1) e de Marte por (3)

Em astrodinâmica, a órbita de transferência de Hohmann é uma órbita elíptica usada para transferir um veículo entre duas órbitas circulares de diferentes altitudes no mesmo plano geométrico.

A manobra orbital para executar a transferência de Hohmann usa dois impulsos: um para transferir a espaçonave para a órbita de transferência e um segundo para sair dela. Esta manobra foi batizada em homenagem a Walter Hohmann, cientista alemão que publicou uma descrição desta manobra no seu livro Die Erreichbarkeit der Himmelskörper (A acessibilidade de Corpos Celestes).[1] Hohmann foi em parte influenciado pelo autor de ficção científica alemão Kurd Lasswitz e seu livro de 1897, Two Planets.

Referências

  1. Walter Hohmann, The Attainability of Heavenly Bodies (Washington: NASA Technical Translation F-44, 1960) Internet Archive.
Ícone de esboço Este artigo sobre astronomia é um esboço relacionado ao Projeto Astronomia. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.