Aída de Acosta

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Aída de Acosta
Nascimento 28 de julho de 1884
Elberon
Morte 26 de maio de 1962 (77 anos)
Bedford
Cidadania Estados Unidos
Cônjuge Henry Skillman Breckinridge
Ocupação aviador

Aida de Acosta Root Breckinridge (Elberon, 28 de julho de 1884Bedford, 26 de maio de 1962) foi uma socialite estadunidense e a primeira mulher a voar sozinha num balão dirigível.[1]

Em 27 de junho de 1903, quando estava em Paris com sua mãe, ela se encantou com o brasileiro Alberto Santos-Dumont que mostrou a ela como operar o dirigível que ele mesmo construíra, o "No. 9". Santos-Dumont era um homem famoso naquela época, voando com seu dirigível pelo centro de Paris e estacionando-o na rua enquanto jantava no seu restaurante favorito. Ela fez seu primeiro voo solo de Paris ao Chatêau de Bagatelle enquanto Santos-Dumont a seguia pelas ruas numa bicicleta gritando instruções.[2]

Referências

  1. Ruíz, Vicki; Virginia Sánchez Korrol (2006). Latinas in the United States: a historical encyclopedia. [S.l.]: Indiana University Press. 189 páginas. ISBN 0-253-34681-9 
  2. «Women in Transportation: Changing America's History, Reference Materials» (pdf). U.S. Department of Transportation. Março de 1998. 10 páginas