A Specimen of the Botany of New Holland

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Frontispício
Gravura de Embothrium speciosissimum, agora Telopea speciosissima, por James Sowerby

A Specimen of the Botany of New Holland, também conhecida pela abreviatura Spec. Bot. New Holland, foi a primeira monografia publicada sobre a flora da Austrália.[1] Escrita por James Edward Smith e ilustrada por James Sowerby, foi publicada por Soweby, em quatro partes, entre 1793 e 1795. consiste em 16 pranchas com pinturas a cor por Soweby, a maioria baseadas em esboços elaborados por John White, e cerca de 40 páginas de texto. Foi apresentado como primeiro volume de uma série, mas mais nenhum volume saiu posteriormente.[2]

A obra começou como uma laboração entre Smith e George Shaw. Juntos produziram uma obra em duas partes intitulada Zoology and Botany of New Holland. Cada parte continha 2 placas zoológicas e 2 placas botânicas, acompanhadas por texto. Esta apareceram em 1793, apesar de as próprias publicações indicarem o ano de 1794. A colaboração terminou então, e Shaw começou a independentemente produzir a sua obra Zoology of New Holland. A contribuição de Smith para Zoology and Botany of New Holland tornaram as duas primeiras partes de A Specimen of the Botany of New Holland, mais duas partes da qual saíram em 1795.[3]

As seguintes plantas australianas foram publicadas na obra:[4]

Referências

  1. «A specimen of the botany of New Holland». State Library of Queensland. Consultado em 22 de junho de 2007 
  2. «Specimen of the Botany of New Holland». International Plant Names Index (IPNI). Consultado em 22 de junho de 2007 
  3. Hewson, Helen (1999). Australia: 300 years of botanical illustration. Collingwood, Victoria: CSIRO Publishing. ISBN 0-643-06366-8 
  4. Smith, James Edward (1793). A Specimen of the Botany of New Holland. London: James Sowerby 
O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre A Specimen of the Botany of New Holland