Aba Gnuni

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Aba Gnuni
Etnia Armênio
Religião Catolicismo

Aba Gnuni foi nobre armênio (naxarar) do século IV, membro da família Gnuni. Após a morte de Cosroes III (r. 330–339), Tigranes VII (r. 339–350) assume o trono. Em 348, foi um dos nobres convocados para levar o recém-nomeado católico Farnarses (r. 348–352) a Cesareia Mázaca com presentes para que fosse ordenado e então retornaram à Armênia.[1] Christian Settipani considera-o chefe dos Gnunis.[2]

Referências

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

  • Settipani, Christian (2006). Continuité des élites à Byzance durant les siècles obscurs. Les princes caucasiens et l'Empire du vie au ixe siècle. Paris: de Boccard. ISBN 978-2-7018-0226-8