Aldeia Nova (Almeida)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Disambig grey.svg Nota: Para outros significados, veja Aldeia Nova.
Question book-4.svg
Esta página ou secção cita fontes fiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo, o que compromete a verificabilidade (desde março de 2014). Por favor, insira mais referências no texto. Material sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Portugal Aldeia Nova  
—  Freguesia portuguesa extinta  —
Brasão de armas de Aldeia Nova
Brasão de armas
Aldeia Nova está localizado em: Portugal Continental
Aldeia Nova
Localização de Aldeia Nova em
Coordenadas 40° 40' 13" N 6° 56' 59" O
Concelho primitivo Almeida
Concelho (s) atual (is) Almeida
Freguesia (s) atual (is) Leomil, Mido, Senouras e Aldeia Nova
Extinção 2013
Área
 - Total 10,11 km²
População (2011)
 - Total 33
    • Densidade 3,3 hab./km²

Aldeia Nova foi uma freguesia portuguesa do concelho de Almeida, com 10,05 km² de área e 33 habitantes (2011). A sua densidade populacional foi de 3,3 hab/km².

Foi extinta em 2013, no âmbito de uma reforma administrativa nacional, tendo sido agregada às freguesias de Leomil, Mido e Senouras, para formar uma nova freguesia denominada União das Freguesias de Leomil, Mido, Senouras e Aldeia Nova com sede em Mido.[1]

População[editar | editar código-fonte]

Segundo o censo de 2011, a contrariar a sua toponímia, esta antiga freguesia possui apenas 33 residentes.[2]

População da freguesia de Aldeia Nova [3]
1864 1878 1890 1900 1911 1920 1930 1940 1950 1960 1970 1981 1991 2001 2011
142 169 148 164 206 163 137 170 155 146 103 91 68 53 33

No censo de 1864 figura no concelho de Sabugal. Passou para o actual concelho por decreto de 07/12/1870

Património[editar | editar código-fonte]

  • Edificado:
    • Casa tradicional de arquitectura popular do Largo da Amoreira - século XIX
  • Religioso:
    • Igreja Matriz - século XVIII/XIX;
    • Capela de Santa Bárbara - século XIX/XX;
    • Nicho de Santo António situado na Rua Direita - século XVIII/XIX;
  • Arqueológico e Etnográfico:
    • Povoado Romano das Trigueiras - Rural;
    • Tronco de Ferragem no Largo da Amoreira - século XIX;
  • Natural e Lazer:
    • Amoreira centenária no Largo Principal

Referências

  1. Diário da República, 1.ª Série, n.º 19, Lei n.º 11-A/2013 de 28 de janeiro (Reorganização administrativa do território das freguesias). Acedido a 2 de fevereiro de 2013.
  2. Revista Sábado de 5 de Maio de 2016. Partida, largada, fugida!.
  3. Instituto Nacional de Estatística (Recenseamentos Gerais da População) - https://www.ine.pt/xportal/xmain?xpid=INE&xpgid=ine_publicacoes
Ícone de esboço Este artigo sobre freguesias portuguesas é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.