Ana Daniel

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Ana Daniel
Nascimento 19 de maio de 1928
Lisboa, Portugal
Morte 30 de novembro de 2011 (83 anos)
Sintra, Portugal
Nacionalidade Portugal Portuguesa
Ocupação Poetisa

Ana Daniel (Lisboa, 19 de Maio de 1928Sintra, 30 de Novembro de 2011), pseudônimo de Maria de Lourdes d’Oliveira Canellas da Assunção Sousa, foi uma poetisa portuguesa.[1]

Biografia[editar | editar código-fonte]

Natural de Lisboa, Freguesia de Santa Isabel, nasceu em 1928, filha, com mais quatro irmãos, de Mário Canellas e de Maria Eugénia d’Oliveira Canellas. Casada com Fernando d’Assunção Sousa, trocou, em 1950, o bairro da sua juventude, Campo de Ourique, por Sintra, onde passou a viver e teve cinco filhos, e produziu o principal da sua obra. Entregou-se à poesia aos quinze anos, com trabalhos publicados em jornais e revistas nacionais e do então Ultramar. Ganhou prémios juvenis, assinando por essas idades com Ana Arlési, o seu primeiro pseudónimo. Mas foi aos vinte anos que deu à sua escrita o rumo e a intensidade que marcaram o seu trabalho poético.[1]

Escritos[editar | editar código-fonte]

A obra recolhida em Momento Vivo (Edições Panorama, 1970), o seu primeiro livro, foi ganhador do Prémio do Concurso de Manuscritos de Poesia Nacional, de 1969.[2]

Nos Olhos das Madrugadas (Arbusto Editores, 2010), o último, foi lançado em 19 de junho de 2010, no Palácio de Valenças, em Sintra, interrompendo um grande lapso longe das editoras.[2]

Referências

  1. a b «Rádio ocidente online - Sintra - Na morte de Ana Daniel». Radioocidente.pt. 2011-12-04. Consultado em 2011-12-04.  «BIO Ana Daniel». 
  2. a b «Poeta sintrense lança novo livro». O Correio. 10-Jun-2010. Consultado em dezembro de 2011. 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Poetas Aqui Connosco

Selene - Culturas de Sintra

Ícone de esboço Este artigo sobre um poeta ou uma poetisa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.