Ana Porfirogénita

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Ana Porfirogénita
Grã-Princesa de Quieve
Reinado 9891011
Consorte Vladimir I de Quieve
Nascimento c. 13 de março de 963
Morte 1011 (48 anos)
Pai Romano II
Mãe Teofana Anastaso

Ana Porfirogénita (português europeu) ou Ana Porfirogênita (português brasileiro) (em russo: Анна Византийская; 13 de março de 9631011) foi uma princesa consorte bizantina, filha do imperador Romano II e da imperatriz Teofana Anastaso; casou-se com o príncipe Vladimir I de Quieve.[1] Ana era irmã de Basílio II Bulgaróctono e Constantino VIII. Foi uma Porfirogénita, filha legítima nascida em púrpura no palácio do imperador bizantino. Vladimir I teve que converter-se ao cristianismo para que lhe fosse concedido o casamento com Ana.[2]

A evidente discórdia de Ana ao casar-se com Vladimir foi exposta numa profunda angústia a caminho do seu casamento. Ao esposar com o Grande Príncipe Vladimir, Ana torna-se a "grande princesa de Quieve", porém na prática era simplesmente referida como "Rainha" ou "Czarina", provavelmente como sinal da sua pertença à Casa Imperial Bizantina. Ana participou ativamente na cristianização da Rússia de Quieve; atuou como conselheira religiosa de Vladimir e fundou vários conventos e igrejas por sua própria conta. Não se sabe ao certo se Ana era a mãe biológica de alguns dos filhos de Vladimir, embora alguns historiadores apontem para evidências de que ambos podem ter tido pelo menos três filhos.[3]

Referências

  1. Reuter, Timothy; McKitterick, Rosamond (1995). The New Cambridge Medieval History: c. 900-c. 1024. [S.l.]: Cambridge University Press. p. 597. ISBN 9780521364478 
  2. Skylitzes, John; Wortley, John (2010). A Synopsis of Byzantine History, 811-1057. [S.l.]: Cambridge University Press. p. 319 (footnote). ISBN 9780521767057 
  3. Shepherd, Jonathan (2003). «Marriages Towards the Millennium». In: Magdalino, Paul. Byzantium in the Year 1000. [S.l.]: BRILL. pp. 25–26. ISBN 9789004120976