Ana de Áustria (1432–1462)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Ana
Arquiduquesa da Áustria
Condessa da Turíngia
Marquesa de Meissen
Duquesa da Saxônia
Retrato por Anton Boys.
Duquesa Titular de Luxemburgo
Reinado 23 de novembro de 145714 de novembro de 1462
Antecessor(a) Ladislau V da Hungria
Sucessor(a) Guilherme III da Turíngia
 
Cônjuge Guilherme III da Turíngia
Descendência Margarida, Eleitora de Brandemburgo
Catarina, Duquesa de Munsterberg
Casa Habsburgo
Wettin (por casamento)
Nascimento 12 de abril de 1432
  Viena, Áustria ou Praga, Boêmia
Morte 14 de novembro de 1462 (30 anos)
  Eckartsberga (atualmente na Saxônia-Anhalt, Alemanha)
Enterro Reinhardsbrunn (atualmente na Turíngia, Alemanha)
Pai Alberto II da Germânia
Mãe Isabel de Luxemburgo

Ana de Áustria ou Ana de Habsburgo (em alemão: Anna; Viena ou Praga, 12 de abril de 1432 — Eckartsberga, 14 de novembro de 1462)[1][2] foi uma arquiduquesa da Áustria por nascimento, suo jure duquesa titular de Luxemburgo, além de condessa consorte da Turíngia, marquesa de Meissen e duquesa da Saxônia pelo seu casamento com Guilherme III da Turíngia.

Família[editar | editar código-fonte]

Ana foi a primeira filha e segunda criança nascida do rei Alberto II da Germânia e de Isabel de Luxemburgo. Os seus avós paternos eram o duque Alberto IV da Áustria e Joana Sofia da Baviera. Os seus avós maternos eram o imperador Sigismundo do Sacro Império Romano-Germânico e sua segunda esposa, Bárbara de Celje.

Ela teve três irmãos, que eram: o arquiduque Jorge, morto ainda criança; Isabel, rainha da Polônia como esposa de Casimiro IV Jagelão da Polônia, e o rei Ladislau V da Hungria.

Biografia[editar | editar código-fonte]

No dia 20 de junho de 1446, aos 14 anos, a arquiduquesa casou-se com o futuro conde Guilherme, de 21 anos de idade, na cidade de Jena, no estado atual alemão da Turíngia. Ele era filho de Frederico I, Eleitor da Saxônia e de Catarina de Brunsvique-Luneburgo.

Ela e o marido reivindicaram o ducado de Luxemburgo, após a morte de seu irmão, Ladislau, que não teve filhos. Porém, a reivindicação foi contestada pelo duque Filipe III de Borgonha, que antes havia tomado o estado da duquesa Isabel do Luxemburgo.

Ela também foi uma pretendente ao trono da Boêmia, país governado pelo seu pai e irmão.

Ana e Guilherme tiveram duas filhas. Ele a repudiou depois de um casamento infeliz, e casou-se com Katharina von Brandenstein.

A duquesa faleceu no dia 14 de novembro de 1462, e foi enterrada em Reinhardsbrunn.

Descendência[editar | editar código-fonte]

  • Margarida da Turíngia (1449 – 13 de julho de 1501), foi esposa do eleitor João Cícero de Brandemburgo, com quem teve sete filhos;
  • Catarina da Turíngia (1453 – 17 de janeiro de 1534), foi esposa do duque Henrique II de Munsterberg, com quem teve uma filha.

Referências