Arethuseae

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Como ler uma caixa taxonómicaArethuseae
Ilustração de Coelogyne fuscescens publicada no Curtis's Botanical Magazine

Ilustração de Coelogyne fuscescens publicada no Curtis's Botanical Magazine
Classificação científica
Domínio: Eukaryota
Reino: Plantae
Divisão: Magnoliophyta
Classe: Liliopsida
Ordem: Asparagales
Família: Orchidaceae
Subfamília: Epidendroideae
Tribo: Arethuseae
Distribuição geográfica
Arethuseae.png
Subtribos

Arethusinae
Coelogyninae

Sinónimos

Glomereae

Arethuseae é uma tribo de plantas da família das orquídeas (Orchidaceae) que pertence a subfamília Epidendroideae no grupo das "Epidendroideas superiores" [1]. Está dividida em duas subtribos, incluindo 26 gêneros e 739 espécies.

Algumas das espécies desta tribo estão entre as preferidas dos colecionadores de orquídeas e mesmo paisagistas pois algumas espécies, como Arundina, adaptam-se bastante bem quando plantadas em canteiros. Inclui alguns dos gêneros mais populares como Coelogyne, Thunia e Pholidota, e também espécies pequenas, particularmente os gêneros Pleione, Dendrochilum e Chelonistele.

Filogenia[editar | editar código-fonte]

As relações filogenéticas dentro da subfamília Epidendroideae são complicadas entre as Tribos Epidendreae e Arethuseae que foram fixadas com parcimônia e modelo baseado em dados de análises individuais da sequência de DNA. Apesar da ausência resultados conclusivos com respeito a ligações de base para algumas das relações, encontrou-se um consenso pelo qual a maior parte dos clados estariam presentes em mais de uma análise individual [2].

Os limites das Tribos Arethuseae e Epidendreae são distintos na maior parte dos sistemas classificatórios de orquídeas baseados na morfologia, mas se correspondem em nas menos comprensíveis análises filógenéticas anteriores.[2] Aqui seguimos a taxonomia publicada em Genera Orchidacearum que separa Arethuseae em tribo independente de Epidendreae.[3]

Tribo Arethuseae Lindley[editar | editar código-fonte]

São plantas verdes, geralmente com pseudobulbos e folhas articuladas; raízes com velame; flores de coluna apoda, normalmente com margens alargadas no ápice, comportando caudículos massivos mas sem estipe [3]. Tribo dividida em duas subtribos, 26 gêneros [3] e 739 espécies [4]. Não há espécies nativas do Brasil [5] a despeito de muitas terem sido introduzidas e comumente cultivadas.

Subtribo Arethusinae Bentham[editar | editar código-fonte]

Ver artigo principal: Arethusinae

Plantas terrestres sem pseudobulbos; quando os caules são estreitos e alongados, as flores são vistosas e as pétalas são muito mais largas que as sépalas; se apresentam bulbos subterrâneos então sua inflorescência nunca é terminal; o labelo de suas flores nunca apresenta calcar.[3] Está dividida em 5 gêneros [3] e 9 espécies.[4]

Subtribo Coelogyninae Bentham[editar | editar código-fonte]

Ver artigo principal: Coelogyninae

Plantas terrestres, epífitas ou rupícolas, com ou sem pseudobulbos; quando os caules são estreitos e alongados, as flores não são vistosas e as pétalas não são mais largas que as sépalas; se apresentam bulbos subterrâneos então sua inflorescência é terminal; o labelo de suas flores pode apresentar calcar ou não.[3] Está dividida em 21 gêneros [3] e 730 espécies.[4]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Dressler, Robert L. (1981). The Orchids: Natural History and Classification. Harvard University Press. ISBN 0-674-87525-7.
  2. a b Dressler, Robert L. (1993). Phylogeny and classification of the orchid family. Dioscorides Press, Portland, OR.
  3. a b c d e f g Pridgeon, A.M., Cribb, P.J., Chase, M.A. & Rasmussen, F. eds. (2006). Genera Orchidacearum 4 - Epidendroideae (Part 1). Oxford Univ. Press. ISBN 978 0 19 850712 3
  4. a b c R. Govaerts, D. Holland Baptista, M.A. Campacci, P.Cribb (K.) (2008). World Checklist of Orchidaceae. The Board of Trustees of the Royal Botanic Gardens, Kew. Published on the Internet (em inglês)
  5. Pabst, G.F.J.; Dungs, F. (1975). Orchidaceae brasiliensis, vol. 2. Hildeshein: Kurt Schmersow. ISBN 3 87105 0107

Ligações externas[editar | editar código-fonte]