Avares

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Nota: Se procura pelo povo nômade que invadiu a Europa no século VI, consulte Ávaros.
Text document with red question mark.svg
Este artigo ou secção contém fontes no fim do texto, mas que não são citadas no corpo do artigo, o que compromete a confiabilidade das informações. (desde dezembro de 2009)
Por favor, melhore este artigo introduzindo notas de rodapé citando as fontes, inserindo-as no corpo do texto quando necessário.

Os avares (também chamados de ávares, abares, ábares ou ávaros), ditos caucasianos, são um povo que habita o Cáucaso, especialmente o Daguestão, onde são o grupo étnico predominante. O avar, idioma caucasiano, pertence à família linguística caucásica do noroeste (também conhecida como nakh-daguestânica).

Os avares povoaram a maior parte do Daguestão, e boa parte das planícies vizinhas (Buynakskiy, Khasav'yurtovskiy e outras regiões). Também habitam a Chechênia, Calmúquia e outras áreas da Rússia, bem como do Azerbaijão (principalmente os rayons de Balakan e Zakatala), onde vivem 42.100 avares (1999[1]) e da Geórgia (os avares do Kvareli, onde vivem 2.500).[carece de fontes?]

Em 2002 os avares, que assimilaram diversos povos vizinhos que falavam idiomas semelhantes, totalizavam cerca de 1,04 milhões, dos quais 814.500 vivem na Rússia[2] e mais de 750.000 no Daguestão. 32% deles vivem em cidades (cifras de 2002).

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. «Devlet İstatistik Komitesi». Azərbaycan Milli Elmlər Akademiyası İqtisadiyyat İnstitutu. 
  2. «Censo russo de 2002». Perepis2002.ru. 
Ícone de esboço Este artigo sobre etnologia ou sobre um(a) etnólogo(a) é um esboço relacionado ao Projeto Ciências Sociais. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.