Avenida de Ceuta

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Question book.svg
Esta página ou secção não cita fontes confiáveis e independentes, o que compromete sua credibilidade (desde novembro de 2012). Por favor, adicione referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Conteúdo sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Avenida de Ceuta
Freguesia(s): Campolide
Campo de Ourique
Estrela
Alcântara
Antiga(s) freguesia(s): Campolide
Santo Condestável
Prazeres
Alcântara
Início: Avenida Calouste Gulbenkian
Término: Avenida Vinte e Quatro de Julho
Comprimento: 2800 m
Abertura: 1941
Toponímia de Lisboa

A Avenida de Ceuta é o final do corredor fundamental de Lisboa entre o Campo Grande e Alcântara que, corresponde respectivamente às avenidas dos Combatentes (Campo Grande - Praça de Espanha) e Avenida Calouste Gulbenkien (Praça de Espanha - Monsanto).

Este arruamento foi o primeiro troço do corredor a ser concluído, em 1941, em plena Segunda Guerra Mundial, para facilitar o acesso à Doca de Alcântara, devido ao elevado número de navios que aí atracavam.

Esta avenida corre pelo desfiladeiro do Vale de Alcântara, podendo assim ter ficado ampla e plana, facilitando o acesso à zona ribeirinha de Lisboa e, permitindo uma condução mais livre e rápida, embora o limite de velocidade seja de 50 km/h. Conta com duas vias em cada sentido e, uma terceira para transportes públicos. É servida por ruas secundárias e estreitas que descem de Campolide e Prazeres, indo terminar na Avenida 24 de Julho, dando seguimento, pelo Viaduto de Alcântara, às Docas.