Basílio I de Moscou

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
(Redirecionado de Basílio I da Rússia)
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Esta página ou secção não cita fontes confiáveis e independentes, o que compromete sua credibilidade (desde setembro de 2013). Por favor, adicione referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Conteúdo sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Basílio I
Grão-Príncipe de Moscou
Reinado 19 de maio de 1389
a 27 de fevereiro de 1425
Antecessor(a) Demétrio
Sucessor(a) Basílio II
 
Esposa Sofia da Lituânia
Descendência Ana Vasilievna de Moscou
Iuri Vasilievich de Moscou
Ivã Vasilievich de Moscou
Anastásia Vasilievna de Moscou
Daniel Vasilievich de Moscou
Basília Vasilievna de Moscou
Simão Vasilievich de Moscou
Maria Vasilievna de Moscou
Basílio II de Moscou
Casa Real Rurique
Nome completo
Basílio Dmitriyevich
Nascimento 30 de setembro de 1371
Moscou, Moscou
Morte 27 de fevereiro de 1425 (35 anos)
Moscou, Moscou
Sepultamento Igreja Ortodoxa Russa
Pai Demétrio de Moscou
Mãe Eudóxia de Níjni Novgorod

Basílio I (Moscou, 30 de setembro de 1371 – Moscou, 27 de fevereiro de 1425) foi o Grão-Príncipe de Moscou de 1389 até sua morte. Era o terceiro filho do grão-príncipe Demétrio e sua esposa Eudóxia de Nizhny Novgorod.

Política Doméstica[editar | editar código-fonte]

Basílio I manteve o processo de unificação das terras russas. Em 1392, anexou os principados de Nizhny Novgorod e Murom. Em 1397-1398, anexa Kaluga, Vologda, Veliki Ustyug e Komi.

Durante o seu reinado, a apropriação de terras feudais continuou aumentando. Com o aumento de autoridade do príncipe em Moscou, poderes judiciais feudais foram parcialmente reduzidos e transferidos para partidários de Basílio.

Política Externa[editar | editar código-fonte]

Basílio I formou uma aliança com a Lituânia em 1392 e se casou com Sofia da Lituânia, filha única de Vytautas o Grande, com a finalidade de evitar confrontos com a Horda Dourada. A aliança se fragilizou quando Vytautas resolve capturar Viazma e Smolensk em 14031404.

Durante o reinado de Basílio, ocorreu a invasão de Tamerlão (1395), que arruinou muitas regiões do Volga, mas não conseguiu invadir Moscou. De qualquer modo, os ataques de Tamerlão acabaram por ajudar o príncipe russo, devido à devastação que fez contra a Horda Dourada, que nos doze anos seguintes passou por um período de anarquia. Durante esse período, nenhum tributo foi pago ao khan Olug Moxammat, apesar de enormes quantias de dinheiro terem sido coletadas por Moscou para propósitos militares. Em 1408, Edigu devastou os territórios moscovitas, mas não conseguiu tomar Moscou. Em 1412, contudo, Basílio voltou a pagar os tributos, em sinal de submissão à Horda.

O casamento de Ana, filha de Basílio, com o Imperador João VIII de Constantinopla ajudou a aumentar a influência de Moscou.

Precedido por
Demétrio
Grão-Príncipe de Moscou
1389–1425
Sucedido por
Basílio II
O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Basílio I de Moscou