Batalha de Kulikovo

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Batalha de Kulikovo
Parte da(o) Incursões punitivas mongóis contra os principados russos
Kulikovo05.jpg
Ilustração do século 17
Data 8 de Setembro de 1380
Local Rio Don (Oblast de Tula)
Desfecho Decisiva vitória russa
Combatentes
Flag of Orthodox Army (Battle of Kulikovo).jpg Principados Russos Golden Horde flag 1339.svg Horda Dourada
Líderes e comandantes
Demétrio de Moscou
Vladimir, o Ousado
Mamai
Forças
30 000 - 50 000 30 000 - 100 000

A Batalha de Kulikovo (em russo: Куликовская битва ) foi travada pelos tártaros e mongóis da Horda de Ouro contra os russos. Este embate ocorreu em 8 de setembro de 1380 no campo Kulikovo próximo do rio Don (hoje Oblast de Tuva) e terminou com uma vitória russa. O local da batalha é hoje comemorado com uma igreja memorial, construída com um design por Aleksy Shchusev.

A batalha[editar | editar código-fonte]

Exércitos russos combinados sob o comando do grão-duque de Vladimir, Dimitri Ivanovich de Moscou (conhecido como "Dimitri do Don" posteriormente) enfrentou uma força mongol muito maior sob o comando de Mamai, o forte líder militar da Horda Dourada. Este tinha como aliados o grão-príncipe Oleg de Ryazan e o grão-príncipe Jogaila da Lituânia. No entanto estes chegaram tarde na batalha. De acordo com o velho poema russo Zadonshchina, os russos tinham 150 mil soldados contra o dobro de tártaro-mongóis, porém o atual tamanho do campo de Kulikovo não suportaria tamanho contingente de soldado. Acredita-se que o contingente era próximo de 80 mil russos e 125 mil tártaro-mongóis.

A batalha foi aberta com um simples combate de dois campeões. O campeão russo era Alexander Peresvet, um monge da Lavra da Trindade enviado para a batalha por São Sérgio de Radonej. O campeão da Horda era Temir-Murza (também conhecido Chelubey ou Cheli-bey). Os campeões mataram um ao outro no primeiro embate, apesar de a lenda russa dizer que Peresvet não caiu do cavalo, enquanto Temir-Murza caiu.

Após aproximadamente três horas de batalha (do meio-dia às três horas da tarde) as forças russas foram bem-sucedidas, apesar de sofrerem muitas baixas, após tomar o ataque da Horda. A cavalaria de Vladimir, príncipe de Serpukhov (sobrinho de Dimitri), liderada pelo principal estrategista da batalha, Dimitri Bobrok, príncipe da Volínia lançou um contra-ataque de surpresa pelos flancos e derrotou as forças da Horda. Mamai, após ter sido derrotado, escapou para a Crimeia, aonde foi assassinado por seus inimigos, deixando a Horda sob o comando de Tokhtamysh, o qual vingaria dois anos depois a derrota tártaro-mongol em Kulikovo com uma massiva campanha militar punitiva contra os principados russos. Como resultado os principados russos passariam mais um século dominados pela Horda de Ouro.

Consequências[editar | editar código-fonte]

Esta vitória é considerada como o início do fim do domínio mongol sobre a Rússia, o qual terminou oficialmente com a batalha do rio Ugra cem anos depois. Sua importância espiritual para a unificação das terras russas foi ainda mais importante. Como um historiador colocou, os russos vieram ao campo de Kulikovo como cidadãos de vários principados e retornaram como uma nação russa unida.


O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Batalha de Kulikovo