Bermudo I das Astúrias

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Bermudo I das Astúrias
Rei das Astúrias
Bermudo I, Rei das Astúrias.
Reinado Rei das Astúrias
Consorte Ozenda (Adosinda)
Nascimento c. 740
Morte 797 (57 anos)
  Oviedo
Pai Fruela da Cantábria

Vermudo I das Astúrias (em castelhano: Bermudo ou Vermudo I de Asturias; c.740797), filho de Fruela da Cantábria, foi Rei das Astúrias de 788 até a 791.[1] A sua alcunha, o Diácono, deve-se ao facto de ser diácono antes e depois de ter subido ao trono.[2]

Biografia[editar | editar código-fonte]

Considerado como um rei generoso, magnânimo e iluminado, para a época, subiu ao trono depois da morte em 788 do rei Mauregato. Os primeiros dois anos do seu reinado foram pacíficos, mas na primavera de 791 sofreu vários ataques muçulmanos em Álava, Castela e na Galiza. Após uma dura derrota em Abril de 791 causada pelas tropas atacantes que provinham das hostes andalusinos de Hixam I em El Bierzo, decidiu que era necessário para reinar um homem mais jovem. Abdicou do trono em o seu sobrinho Afonso II que foi ungido rei em 14 de Setembro do mesmo ano.[3]

Matrimónio e descendência[editar | editar código-fonte]

Foi casado com Ozenda (Adosinda) que nas crónicas de Lucas de Tui é chamada Nunilo, de quem teve:

  • Ramiro I (ca. 789-850) que, à morte do rei Afonso II em 843, lhe sucedeu no trono.[4]

Possivelmente foi o pai de (não há provas documentais):

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

Bibliografía[editar | editar código-fonte]

  • Martínez Díez, Gonzalo (2004). El Condado de Castilla(711-1038): la historia frente a la leyenda (em espanhol). Valladolid: Junta de Castilla y León. ISBN 84-9718-275-8 
Precedido por
Mauregato
Rei das Astúrias
788 — 791
Sucedido por
Afonso II
Ícone de esboço Este artigo sobre História da Espanha é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.


O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Bermudo I das Astúrias