Bernard Picart

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Bernard Picart, uma das gravuras mostrando os índios da Flórida, cerca de 1721. Volume 1 de "Cérémonies et Coutumes Religieuses de tous les Peuples du Monde" (coleção L.S. Morgan, St. Augustine Beach, Flórida)

Bernard Picart (Paris, 11 de junho de 1673Amsterdã, 8 de maio de 1733), foi um gravador francês.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Mudou-se para a Antuérpia em 1696, passou um ano em Amsterdã, retornando à França no final de 1698. Quando sua esposa morreu em 1708, voltou a esta última cidade em 1711, convertendo-se ao protestantismo e se casando mais uma vez.[1]

A maioria do seu trabalho foi a ilustração de livros. Sua obra mais conhecida chama-se Cérémonies et coutumes religieuses de tous les peuples du monde, lançada entre 1723 a 1743. Sobre esse trabalho registrou Jonathan I. Israel que foi "um imenso esforço para registrar os rituais religiosos e crenças do mundo em toda a sua diversidade com a maior objetividade e autenticidade possível."[2] Embora Picart nunca tenha saído da Europa, baseou-se em relatos de quem havia tido contato com os costumes indígenas.[1] A edição original francesa das "Cérémonies" compunha-se de dez volumes, com texto e gravuras.

Israel observa ainda que Picart deixara Paris junto a Prosper Marchand,[3], e colaborou com Jean-Frédéric Bernard na edição de Cérémonies com o fim de fomentar a tolerância religiosa. Picart, Marchand e Charles Levier pertenciam a uma "confraria huguenote radical".[4]

Gravuras das "Cérémonies"[editar | editar código-fonte]

  • Vol. 1: Asie, Afrique and Amérique (Ásia, África e América)- 30 gravuras
  • Vol. 2 - 33 gravuras
  • Vol. 3 - 19 gravuras
  • Vol. 4 - 14 gravuras
  • Vol. 5 - 26 gravuras
  • Vol. 6 - 45 gravuras
  • Vol. 7 - 58 gravuras
  • Vol. 8 - 5 gravuras
  • Vol. 9 - 24 gravuras
  • Vol. 10 - 12 gravuras

Notas e referências

  1. a b «Grove Art». Consultado em 26 de maio de 2007 
  2. Livre tradução para "an immense effort to record the religious rituals and beliefs of the world in all their diversity as objectively and authentically as possible", in: Israel, Radical enlightenment: philosophy and the making of modernity, 1650-1750. Oxford: Oxford University Press., 2001, p.135.
  3. Israel, op. cit., pp.575-6
  4. Israel, p.696.

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

  • Online summary Grafton, Anthony. "A Jewel of a Thousand Facets." New York Review of Books (June 10, 2010) Vol. LVII, number 11. Page 38–40.
  • Hunt, Lynn, Margaret C. Jacob, and Wijnand Mijnhardt. The Book That Changed Europe: Picart and Bernard's "Religious Ceremonies of the World" (Harvard University Press; 383 pages; 2010).
  • Hunt, Lynn and Margaret Jacob and Wijnand Mijnhardt. Bernard Picart and the First Global Vision of Religion. Los Angeles: Getty Research Institute, 2010.
  • Wyss-Giacosa, Paola von (2006). Religionsbilder der frühen Aufklärung : Bernard Picarts Tafeln für die Cérémonies et coutumes religieuses de tous les peuples du monde. Wabern (Switzerland): Benteli, 2006. OCLC 65207871
  • Israel, Jonathan I. (2001). Radical enlightenment: philosophy and the making of modernity, 1650-1750. Oxford: Oxford University Press. OCLC 44425436
  • Jacob, Margaret, Bernard Picart and the Turn to Modernity, De Achttiende eeuw, vol. 37, 2005, pp. 1-16.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Bernard Picart