Brasil Ecodiesel

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

A Brasil Ecodiesel foi uma empresa brasileira produtora de biodiesel.


Histórico

A Brasil Ecodiesel iniciou a elaboração de seu projeto para a produção do biodiesel em março de 2003 e, em 18 de julho de 2003, a Companhia foi constituída sob a forma de sociedade limitada. À época, 99,9% de seu capital social era retido pela sua controladora, a Brasil Ecodiesel Participações S.A., sociedade holding que também controlava suas atuais subsidiárias. Em 14 de agosto de 2006, a Companhia foi transformada em sociedade por ações, alterou seu objeto e denominação social para o atual e incorporou sua antiga controladora, a Brasil Ecodiesel Participações S.A..

Em 2011, Mudará de nome chamado Vanguarda Agro.

A seguir, tem-se uma breve descrição dos fatos mais relevantes do histórico da Companhia:

- em julho de 2003, a Companhia celebrou convênio com o Estado do Piauí para instalação de núcleo de produção familiar de mamona;

- em novembro de 2003, iniciada a implementação de seu primeiro núcleo de produção familiar, o qual apresentou a primeira colheita entre maio e agosto de 2004;

- em abril de 2004, a Ecotrans iniciou suas atividades de logística;

- em novembro de 2004, a Companhia concluiu a aquisição da Crateús Algodoeira S.A. (Crateús Algodoeira);

- em agosto de 2005, inaugurada a Unidade de Floriano;

- em novembro de 2005, a Brasil Ecodiesel participou do primeiro leilão público de compra de biodiesel, no qual assegurou o fornecimento de 38.000 m3 de biodiesel;

- em março de 2006, a Companhia participou do segundo leilão público de compra de biodiesel, no qual assegurou o fornecimento de 21.780 m3 de biodiesel;

- em maio de 2006, iniciadas as obras de construção da unidade de transesterificação de Crateús, no Ceará;

- em julho de 2006, iniciadas as obras de construção da unidade de transesterificação de Iraquara, na Bahia; e

- em julho de 2006, a Brasil Ecodiesel participou do terceiro e quarto leilões públicos de compra de biodiesel, nos quais assegurou o fornecimento de 428.220 m3 de biodiesel.

- em outubro de 2006, inaugurada a Unidade de Crateús.

- em novembro de 2006, a companhia realizou sua oferta pública inicial de ações, tornando-se empresa de capital aberto.

- em novembro de 2006, inaugurada a Unidade de Iraquara.

- em dezembro de 2006, foi inaugurada a pedra fundamental da Usina de Dourados.

- em fevereiro de 2007, a Companhia participou do quinto leilão público de compra de biodiesel, no qual assegurou o fornecimento de 8.000 m3 de biodiesel.

- em maio de 2007, foi inaugurada a Unidade de Porto Nacional.

- em julho de 2007, inauguramos as Unidades de Rosário do Sul e Itaqui, no Estado do Rio Grande do Sul e Maranhão, respectivamente;

- em novembro de 2007, participamos do sexto e sétimo leilões públicos de biodiesel organizados pela ANP no Brasil, assegurando o fornecimento 161.000 m3 de biodiesel;

- em dezembro de 2007, participamos do leilão público organizado pela Petrobras/REFAP, assegurando o direito de fornecer 35.900 m3 de biodiesel;

- em abril de 2008, participamos do leilão público organizado pela Petrobras/REFAP, assegurando o direito de fornecer 15.000 m3 de biodiesel, e do oitavo e nono leilões organizados pela ANP, assegurando o fornecimento de 63.000 m3 adicionais. Unidades e Propriedades

Atualmente, as unidades de transesterificação da Companhia em operação são a Unidade, a Unidade de Crateús, Unidade de Iraquara, Unidade de Porto Nacional, Unidade de Rosário do Sul e a Unidade de Itaquí. A capacidade instalada de produção da Unidade de Floriano é de 44.550 m3 de biodiesel por ano. Em outubro de 2006, foi iniciada a operação da Unidade de Crateús, integrada à unidade de esmagamento, com capacidade de produção de 118.800 m3 de biodiesel por ano. A unidade de transesterificação em Iraquara, na Bahia, com capacidade de produção de 118.800 m3 de biodiesel por ano, que também contará com unidade de esmagamento integrada, encontra-se em fase operacional desde novembro de 2006. Por fim, em maio de 2007 a Companhia colocou em operação a Unidade de Porto Nacional, no Tocantins, em julho a Unidade de Rosário do Sul, no Rio Grande do Sul e a Unidade de Itaquí, no Maranhão.

A tabela a seguir indica as plantas da Brasil Ecodiesel, com as datas de início de operação e capacidades de produção de biodiesel: Início de Operação Capacidade Atual (mil m3/ano) Crateús-CE Agosto de 2005 118,8 Floriano-PI Outubro de 2006 44,6 Iraquara, BA. Novembro de 2006 118,8 Itaqui-MA Maio de 2007 118,8 Porto Nacional-TO Julho de 2007 118,8 Rosário do Sul-RS Julho de 2007 118,8 Total 638,6

A elaboração dos projetos das unidades de transesterificação e supervisão da construção, montagem e operacionalização são realizadas pela Tecbio – Tecnologias Bioenergéticas Ltda. (Tecbio), empresa presidida pelo Professor Expedito Parente, pioneiro ao registrar a patente do processo de produção de biodiesel.

Além das unidades de transesterificação, a Brasil Ecodiesel detém e opera unidades de extração de óleo vegetal, onde extrai óleo vegetal da produção agrícola originada por meio de cadeia própria e de parcerias. A primeira unidade de esmagamento da Companhia em operação é localizada em Crateús, no Ceará. A Brasil Ecodiesel conta ainda com uma unidade em São Luiz Gonzaga, que atualmente está inativa, no Rio Grande do Sul e uma unidade integrada a Usina de Iraquara. Além disso, unidade de extração de óleo será implementada integrada à usina Porto Nacional. Unidades Agrícolas

Atualmente, a Companhia conta com o Núcleo Santa Clara, cuja produção é feita através de parcerias agrícolas. Conforme os contratos de parceria, a propriedade dos terrenos e imóveis do Núcleo Santa Clara será transferida para os parceiros rurais da Brasil Ecodiesel após dez anos da primeira colheita, sendo que os contratos foram celebrados em 2003 e 2004.

Adicionalmente, a Companhia conta com fazendas em Minas Gerais, Ceará, Piauí e Bahia, algumas das quais já contam com plantios de pinhão manso. Atualmente, essa produção é destinada prioritariamente à seleção de sementes e pesquisas para o plantio em larga escala. O total de terras próprias soma cerca de 46 mil hectares e a Companhia vem negociando a compra de novas áreas. Localidade Área total Reserva Legal Área plantada Área Disponível para plantio Crateús / CE 3.980 ha. 796 ha. 899 ha. 2.285 ha. Parambu / CE 12.394 ha. 2.479 ha. 205 ha. 9.710 ha. Alvorada / PI 7.754 ha. 1.550 ha. 1.426 ha. 4.778 ha. Setubinha / MG 2.622 ha. 524 ha. 515 ha. 1.583 ha. Irecê / BA 19.802 ha. 3.960 ha. 4.900 ha. 10.942 ha. 46.552 ha. 9.309 ha. 7.945 ha. 29.298 ha. Última Atualização em 28 de maio de 2008

Comercialização de Biodiesel

A principal (única) forma de comercialização de biodiesel acontece por intermédio dos leilões realizados pela Agencia Nacional de Petróleo. Este ano a Brasil Ecodiesel perde o Selo Social. O selo é um conjunto de medidas que visa estimular a inclusão social da agricultura e, sem ele, as unidades não podem vender biodiesel por leilões que possuem o certificado organizado pela ANP. O volume total leiloado pela agência, representam 80% das operações. Em consequência disso, no começo do mês de março, suas ações caem com força, aproximadamente 7%, no pregão da Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa).


Ícone de esboço Este artigo sobre uma empresa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]