Bronquíolo

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Bronquíolo
Gray975.png
Gray assunto #240 1098

O bronquíolo, nos seres humanos e nos animais superiores, é a sub-ramificação de menor calibre da árvore brônquica, que penetra nos alvéolos pulmonares, que por sua vez realizam as trocas gasosas. Nos bronquíolos não existem anéis cartilaginosos, nas paredes deles só existem fibras musculares lisas. Os bronquíolos não são formados por anéis cartilaginosos, e sim por tecidos conjuntivos. São subdivididos em bronquíolos terminais e respiratórios.

Bronquíolos Terminais[editar | editar código-fonte]

Estruturas de Vias aéreas inferiores, apresentam luz e calibres menores, cada pequeno brônquio dá origem a 20 bronquíolos terminais. São estruturas delgadas, não apresentam cartilagem e nem glândulas mucosas, é constituídos basicamente de tecido liso e epitélio pseudo-estratificado.[1]

Bronquíolos Respiratórios[editar | editar código-fonte]

Situam-se entre os bronquíolos terminais e os alvéolos. Não apresentam músculo liso e é constituído de uma camada de epitélio cúbico não ciliado, sendo que possui uma fina parede e rica rede capilar. É muito parecido com os alvéolos e junto com esses ja não são considerados vias de condução e sim de zona de troca gasosa[1] .

Referências

  1. a b Costa, Dirceu. (2004). Fisioterapia Respiratória Básica Editora Atheneu [S.l.] p. 5. 
Ícone de esboço Este artigo sobre Anatomia é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.