Câncer vulvar

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Câncer vulvar
Na primeiro estágio são classificados em menores de 2cm (1A) ou maiores de 2cm (1B).
Classificação e recursos externos
CID-10 C51
CID-9 4 184. 4

O câncer de vulva (português brasileiro) ou cancro da vulva (português europeu) é uma neoplasia maligna que acomete geralmente os grandes lábios e os pequenos lábios vulvares. Ocorre predominantemente em mulheres de 65 a 70 anos. Apresenta-se geralmente como uma úlcera exofítica ou placa hiperqueratósica.

Tipos[editar | editar código-fonte]

Aproximadamente 90% dos cânceres em vulva são carcinomas de células escamosas, um tipo comum de câncer de pele. Carcinoma in situ é uma lesão precursora do cancro de células escamosas, que não invade através da membrana basal. Embora este tipo de lesão é mais comum com a idade avançada, mulheres jovens com fatores de risco também podem ser afetados. Fáceis de tratar, de crescimento lento e pouco invasor, raramente causam problemas.[1]

O melanoma é o segundo tipo mais comum de câncer vulvar, representando 8% dos casos. Estas neoplasias surgem nos melanócitos, as células que dão cor da pele e são mais comuns em mulheres brancas de 50 a 80 anos de idade. São tratados como um melanoma de pele comum.

Menos frequentemente (2%) o câncer pode ser um adenocarcinoma que aparece nas glândulas de Bartholin como um nódulo doloroso.[2] Raramente (menos de 1%) é do tipo sarcoma.

Causas[editar | editar código-fonte]

Suas causas são desconhecidas, mas é visível uma predisposição genética e 40% estão associados com os tipos cancerígenos de HPV (16,18 ou 31). Frequentemente começa como uma neoplasia intraepitelial vulvar (VIN) que em 80% está associado ao HPV. [3] [4]

Diagnóstico[editar | editar código-fonte]

Para diagnóstico desse câncer é realizado avaliação visual médica e biópsia vulvar.[4]

Notas e referências

  1. http://www.cancer.gov/types/vulvar
  2. Visco, AG; Del Priore, G (1996). "Postmenopausal bartholin gland enlargement: a hospital-based cancer risk assessment.". Obstet Gynecol 87.
  3. http://www.cancerresearchuk.org/about-cancer/type/vulval-cancer/about/risks-and-causes-of-vulval-cancer
  4. a b SMITH, R.P. NETTER. Obstetricia ginecologia y salud de la mujer. Barcelona: Masson, 2004. ISBN 9788445813119

Ligações externas[editar | editar código-fonte]