Cacique Doble

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

Cacique Doble (nome indígena: Iu-Tohaê, nome aportuguesado: Faustino Ferreira Doble, também Dobre e Dovre; 1798Lagoa Vermelha, 25 de março de 1864) foi um líder indígena caingangue.[1][2][3]

Em nenhum documento ou relatório da província foi registrado o primeiro nome de Doble. No que concerne à sua descendência, cita-se, na região de Lagoa Vermelha, como descendentes, os filhos: Francisco Brigadeiro, Jacinto, Senhorinha, Penha, João, Generosa, Miguel Camargo, Manuel Raimundo, Rosa e Roberto Paula. Jacinto foi o sucessor de Doble na chefia dos coroados, seguido por Eduardo Faustino Ferreira Doble e Faustino Ferreira Doble, que conduzia a tribo em 1910, época do estabelecimento do toldo do Faxinal, no atual município de Cacique Doble.[4]

O município de Cacique Doble no Rio Grande do Sul é denominado em sua memória.

Referências

  1. Cacique Doble: um caingangue de grande valor
  2. Francisco Schaden: Índios, Caboclos e Colonos. Páginas de Etnografia, Sociologia e Folclore. Universidade de São Paulo, 1963. Página 67
  3. Alianças, conflitos e resistência: a relação Kaingang com os aldeamentos provinciais no Rio Grande do Sul (século XIX). Bringmann, S.F. e Nötzold, A.L.W. in: Anais do XXVI Simpósio Nacional de História – ANPUH • São Paulo, julho 2011
  4. Plano Municipal Cultura. Prefeitura Municipal de Cacique Doble
Ícone de esboço Este artigo sobre uma pessoa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.