Capital social (contabilidade)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Merge-arrows 2.svg
Foi proposta a fusão deste artigo ou se(c)ção com Capital social subscrito. Pode-se discutir o procedimento aqui. (desde junho de 2012)
Merge-arrows 2.svg
Foi proposta a fusão deste artigo ou se(c)ção com Capital social integralizado. Por favor crie o espaço de discussão sobre essa fusão e justifique o motivo aqui; não é necessário criar o espaço em ambas as páginas, crie-o somente uma vez. Perceba que para casos antigos é provável que já haja uma discussão acontecendo na página de discussão de um dos artigos. Verifique ambas (1, 2) e não se esqueça de levar toda a discussão quando levar o caso para a central. (desde agosto de 2013)

O capital social, conceituando financeiramente ou contabilmente, é a parcela do patrimônio líquido de uma empresa através de investimento na forma de ações (se for sociedade anônima) ou quotas (se for uma sociedade por quotas de responsabilidade limitada) efetuado na companhia por proprietários ou acionistas. Abrange, não somente as parcelas entregues pelos acionistas, também os valores obtidos pela empresa que, por decisão dos acionistas, são adicionados no capital social sem devolução.[1]

Resumidamente, é o montante bruto necessário para iniciar as atividades de uma nova empresa enquanto esta ainda não gera receita suficiente para se sustentar.[2]

Em alguns balanços de empresas brasileiras publicados no mercado, a parcela dos chamados "acionistas minoritários" não é mostrada como componente do capital social, mas parte do exigível a longo prazo.[3]

Tipos de contas analíticas do capital social[editar | editar código-fonte]

As contas contábeis analíticas do capital social podem ser classificadas em cinco tipos:[4]

Referências