Carlos, Príncipe de Hohenzollern-Sigmaringen

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Carlos
Príncipe de Hohenzollern-Sigmaringen
Adel im Wandel403.jpg
Carlos
Consorte Maria Antonieta Murat
Catarina de Hohenlohe-Waldenburg-Schillingsfürst
Casa Casa de Hohenzollern-Sigmaringen
Nascimento 20 de fevereiro de 1785
  Sigmaringen, Principado de Sigmaringen
Morte 11 de março de 1853 (68 anos)
  Bolonha, Itália
Filho(s) Carolina
Carlos Antônio
Amália
Frederica
Pai António Luís de Hohenzollern-Sigmaringen
Mãe Amália Zeferina de Salm-Kyrburg

Carlos de Hohenzollern-Sigmaringen (20 de fevereiro de 1785 - 11 de março de 1853) foi príncipe de Hohenzollern-Sigmaringen de 1831 a 1848.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Em 1833, Carlos convocou uma assembleia constitucional (Landtag, em alemão) e criou uma carta constitucional que seria a lei nas suas terras. Abriu um hospital para os seus súbditos e ordenou a construção do Ständehaus na moderna cidade de Leopoldsplatz em Sigmaringen (hoje em dia na possessão do banco Hohenzollerischen).

Carlos também acabou com a escravatura e outras leis medievais.[1] Durante as revoluções alemãs de 1848, Carlos abdicou do trono em favor do seu filho, Carlos Antônio, no dia 27 de agosto de 1848.[2]

Após a morte da sua primeira esposa, Maria Antonieta Murat, no dia 19 de janeiro de 1847, Carlos casou-se com a princesa Catarina de Hohenlohe-Waldenburg-Schillingsfürst, no dia 14 de março de 1848.

Morreu no dia 11 de março de 1853 em Bolonha quando estava a caminho de Roma.

Descendência[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Gustav Schilling: Geschichte des Hauses Hohenzollern, in genealogisch fortlaufenden Biographien aller seiner Regenten von den ältesten bis auf die neuesten Zeiten, nach Urkunden und andern authentischen Quellen
  2. German monarchy.de

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Carlos, Príncipe de Hohenzollern-Sigmaringen