Castelo de Salvatierra

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Castelo de Salvatierra, Espanha.
Planta do Castelo de Salvatierra

O Castelo de Salvatierra, também conhecido como El Castillico, localiza-se no termo do município de Villena, na província de Alicante, na comunidade autónoma da Comunidade Valenciana, na Espanha.

Ergue-se em uma das dobras da serra da Villa. Do alto de seus muros contemplam-se os vales de Biar, Benejama e Villena, assim como as localidades de Yecla e Caudete.

História[editar | editar código-fonte]

De acordo com a pesquisa arqueológica, a primitiva ocupação humana de seu sítio remonta à pré-História. A actual estrutura, entretanto, remonta a uma fortificação muçulmana, erguida no século X, durante o período califal cuja ocupação perdurou com o Califado Almóada.

Posteriormente, com a Reconquista cristã da região, as primeiras referências documentais remontam ao século XIII, em decorrência das núpcias de Don Juan Manuel, senhor de Villena, com a infanta Isabel de Maiorca. Este acontecimento fez com que o monarca do reino de Aragão, seu futuro sogro, determinasse a entrega dos domínios de Salvatierra à infanta como dote.

A ocupação do castelo estendeu-se até ao século XIV, quando acredita-se ter sido abandonado em benefício do vizinho Castelo de Villena.

Em 1951 o castelo sofreu campanha de prospecção arqueológica sob a direcção do Arqueólogo José María Soler García, que confirmaram a ocupação do local desde a pré-História até à Idade Média.

Actualmente em ruínas, encontra-se classificado como Bem de Interesse Cultural desde 1985.

Características[editar | editar código-fonte]

O conjunto apresenta planta rectangular, com 50 metros de comprimento por 5 de largura. Os muros, de aparelho duplo de pedras medianas argamassada, têm 60 centímetros de espessura. Na cota mais elevada do terreno erguem-se três torres: a Norte, primitivamente de planta circular, adquiriu a actual forma rectangular, do mesmo modo que a torre central. A torre de menagem, a Sul, apresenta planta quadrada, com muros de até três metros de espessura. Encontra-se dividida em quatro pavimentos, dos quais os dois primeiros em taipa, do período almóada, e os demais de alvenaria, conservando-se um tabuleiro de mancala, passatempo de origem muçulmana, gravado na rocha.

A fortificação apresenta uma nítida divisão em dois recintos: na cota mais elevada, a alcáçova, e na inferior, a albacara, esta última delimitada por um extenso pano de muralha rectilínea, em alvenaria. Além destes elementos exteriores, existem outros elementos interessantes como a cisterna e elementos construídas sobre a própria rocha, tais como as escadas ou os canais de recolhimento das águas pluviais.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]


Ícone de esboço Este artigo sobre um castelo é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.


O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Castelo de Salvatierra