Catedral de Paderborn

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Catedral de Paderborn
Fachada lateral da catedral
Estilo dominante Românico, Gótico, Revivalista
Início da construção 1225 a 1270, obra principal românica
Fim da construção restaurado em 1898 e após a Segunda Guerra Mundial
Religião Catolicismo Romano
Diocese Arquidiocese de Paderborn
Website http://www.erzbistum-paderborn.de/dom/
Geografia
País  Alemanha
Cidade Paderborn
Coordenadas 50° 33' 15" N 9° 40' 18" E

A Catedral de Paderborn (em alemão Paderborner Dom) localiza-se na cidade de Paderborn, na Renânia do Norte-Vestfália, Alemanha. A igreja é a sede da Arquidiocese de Paderborn.

História[editar | editar código-fonte]

Uma diocese foi fundada em Paderborn em 799, na ocasião de um encontro entre o rei franco Carlos Magno e o Papa Leão III, durante um sínodo que ocorria na cidade. O primeiro bispo foi Hathumar (806-815).[1] Já o segundo bispo, Padurad, trouxe as relíquias de São Libório de Le Mans (atual França) a Paderborn em 836. Nos séculos seguintes o santo transformou-se no patrono da catedral e da diocese.[1][2] No ano 1000 a catedral foi destruída num incêndio, mas foi reconstruída entre 1009 e 1015 pelo bispo Meinwerk.[1]

O edifício atual da Catedral de Paderborn foi levantado essencialmente no século XIII, mais precisamente do período entre 1225 e 1270.[3][4] A enorme torre do lado oeste, de 93 m de altura e flanqueada por duas torres menores circulares, é a parte mais antiga levantada durante essa reconstrução. Também data dessa época a estrutura geral da igreja, com um transepto no lado oeste e outro do lado leste dotados de gabletes.[4] O corpo da igreja é composto por três naves de igual altura, o lhe dá a característica de igreja-salão.[3] As capelas de ambos lados das naves laterais foram adicionadas no século XIV.[5]

"Porta do Paraíso" (Paradies) no lado sul da Catedral de Paderborn (início do séc. XIII)

Durante a Guerra dos Trinta Anos (1618-1648) a catedral foi danificada e saqueada. Por essa época as capelas laterais das naves foram redecoradas com novos portais e grades. O interior geral da igreja foi dotado de uma exuberante decoração barroca.[3]

A igreja foi restaurada a partir de 1895 pelo mestre Arnold Güldenpfennig, que reformou em estilo historicista os gabletes da catedral. Em 1945, porém, o edifício se encontrava muito danificado pelos bombardeios da Segunda Guerra Mundial, em que se perdeu o interior barroco. Nos restauros subsequentes foram alterados o coro, a cripta (onde estão sepultados vários bispos de Paderborn) e as janelas ganharam novos vitrais.[3]

Arte e arquitetura[editar | editar código-fonte]

O edifício atual da Catedral de Paderborn foi levantado essencialmente no século XIII, mais precisamente do período entre 1225 e 1270.[3][4] A enorme torre do lado oeste, de 93 m de altura e flanqueada por duas torres menores circulares, é a parte mais antiga levantada durante essa reconstrução. Também data dessa época a estrutura geral da igreja, com um transepto no lado oeste e outro do lado leste dotados de gabletes.[4] O corpo da igreja é composto por três naves de igual altura, o lhe dá a característica de igreja-salão.[3] As capelas de ambos lados das naves laterais foram adicionadas no século XIV.[5]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. a b c Mittlealter no sítio oficial da Arquidiocese
  2. São Libório, folheto da Arquidiocese em várias línguas
  3. a b c d e f Geschichte des Doms no sítio oficial da Catedral
  4. a b c d Blick auf den Dom von der alten Propstei no guia virtual oficial da Catedral
  5. a b Blick in das Langhaus des Domes nach Osten no guia virtual oficial da Catedral

Links[editar | editar código-fonte]


Ícone de esboço Este artigo sobre arquitetura é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.