Whippomorpha

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
(Redirecionado de Cetancodonta)
Ir para: navegação, pesquisa
Como ler uma caixa taxonómicaWhippomorpha
Hippo pod edit.jpg

Classificação científica
Reino: Animalia
Filo: Chordata
Subfilo: Vertebrata
Classe: Mammalia
Ordem: Artiodactyla
Subordem: Cetruminantia
Infraordem: Whippomorpha
Taxons

Dichobunidae
Helohyidae
Cebochoeridae
CetaceomorphaRaoellidae
Cetacea  †Pakicetidae
 †Ambulocetidae
 †Remingtonocetidae
 †Protocetidae
 †Basilosauridae
 †Llanocetidae
 †Mammalodontidae
 †Kekenodontidae
 †Aetiocetidae
 †Cetotheriidae
 Balaenidae
 Balaenopteridae
 Eschrichtiidae
 Neobalaenidae
 †Simocetidae
 †Agorophiidae
 Physeteridae
 Kogiidae
 †Eurhinodelphinidae
 †Eoplatanistidae
 †Dalpiazinidae
 †Waipatiidae
 †Squalodelphinidae
 Platanistidae
 Ziphiidae
 Lipotidae
 Pontoporiidae
 Iniidae
 †Squalodontidae
 †Kentriodontidae
 Delphinidae
 †Odobenocetopsidae
 Monodontidae
 Phocoenidae

Whippomorpha é um clado que contém os cetáceos (baleias, golfinhos, etc.) e os seus parentes (em termos filogenéticos) mais próximos, os hipopótamos. O clado foi proposto por Waddell et al. (1999).[1] É definido como um grupo coroa, incluindo todas as espécies descendentes do mais recente antepassado comum do hipopótamo-comum e do roaz.[1] Seria, portanto, uma subdivisão dos Cetartiodactyla (que também inclui os porcos e os ruminantes). Não é ainda claro como é que as atuais baleias e hipopótamos partilham um antepassado comum tão próximo, mas há forte evidência genética de que os cetáceos tenham evoluído a partir dos Artiodactyla, fazendo destes um agrupamento parafilético.[2]

Whippomorpha é uma palavra formada por fragmentos vocabulares do inglês, nomeadamente das palavras baleia e hipopótamo (wh[ale] + hippo[potamus]) e do grego (μορφή, morphos = forma). Têm sido feitas tentativas no sentido de renomear o clado de Cetancodonta[3] mas a forma Whippomorpha continua a ser a mais usada.[4]


   Cetartiodactyla   

 Tylopoda


   Artiofabula   

 Suina    


   Cetruminantia   

 Ruminantia


   Whippomorpha   

 Hippopotamidae



 Cetacea






Referências

  1. a b Waddell, P. J.; Okada, N.; Hasegawa, M. (1999). «Towards Resolving the Interordinal Relationships of Placental Mammals». Systematic Biology. 48 (1): 1–5. JSTOR 2585262. PMID 12078634. doi:10.1093/sysbio/48.1.1 
  2. Beck, Robin MD; Bininda-Emonds, Olaf RP; Cardillo, Marcel; Liu, Fu-Guo; Purvis, Andy (2006). «A higher-level MRP supertree of placental mammals». BMC Evolutionary Biology. 6. 93 páginas. PMC 1654192Acessível livremente. PMID 17101039. doi:10.1186/1471-2148-6-93 
  3. Spaulding, Michelle; O'Leary, Maureen A.; Gatesy, John (2009). Farke, Andrew Allen, ed. «Relationships of Cetacea (Artiodactyla) Among Mammals: Increased Taxon Sampling Alters Interpretations of Key Fossils and Character Evolution». PLoS ONE. 4 (9): e7062. PMC 2740860Acessível livremente. PMID 19774069. doi:10.1371/journal.pone.0007062 
  4. Asher, Robert J.; Helgen, Kristofer M. (2010). «Nomenclature and placental mammal phylogeny». BMC Evolutionary Biology. 10. 102 páginas. PMC 2865478Acessível livremente. PMID 20406454. doi:10.1186/1471-2148-10-102 
Ícone de esboço Este artigo sobre artiodáctilos, integrado no Projeto Mamíferos é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.