Chave estrangeira

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
(Redirecionado de Chave Estrangeira)
Ir para: navegação, pesquisa

No tipo de relacionamento entre distintas tabelas de dados do banco de dados.

Uma chave estrangeira é chamada quando há o relacionamento entre duas tabelas. ghjghj Sempre em chave estrangeira vaghjghjgi haver relacionamentos entre tabelas, por exemplo, se uma tabela que tem uma chave primária deçk kltabela.hgjghgh çkl

Chave externas ou estrangeiras (Foreign Key - FK)[editar | editar código-fonte]

Uma chave estrangeira é ukçlkçm campo, queklçãlçko entre duplas de duas tabelas ou de uma única tabela. A finalidaçlkde çklkey"), o que requer molç base de dados, kl klçkl=klç

klklç Predefinição:Banco deç dados çklçnco-de-dados}}Categorklçkia:SGBDs ves primárias (em inglês, Primary keys ou "PK"), sob o ponto de vista de um banco de dados relacional, referem-se aos conjuntos de um ou mais campos, cujos valores, considerando a combinação de valores em caso de mais de uma chave primária, nunca se repetem na mesma tabela e, desta forma, podem ser usadas como um índice de referência para criar relacionamentos com as demais tabela do banco de dados (daí vem o nome banco de dados relacional). Portanto, uma chave primária nunca pode ter valor nulo, nem repetição.

Simplificando, quando a chave primária é simples, ou seja, é formada por um único campo da tabela, esse campo não pode ter dois ou mais registros de mesmo valor e também não pode conter nenhum registro nulo. Se a chave primária é composta, ou seja, formada por mais de um campo, os valores de cada campo podem se repetir, mas nunca a combinação desses valores. Exemplo: a tabela 'Livros_Autores' tem como chave primária (cod_livro, cod_autor). Podem existir nessa tabela os registros:ves primárias (em inglês, Primary keys ou "PK"), sob o ponto de vista de um banco de dados relacional, referem-se aos conjuntos de um ou mais campos, cujos valores, considerando a combinação de valores em caso de mais de uma chave primária, nunca se repetem na mesma tabela e, desta forma, podem ser usadas como um índice de referência para criar relacionamentos com as demais tabela do banco de dados (daí vem o nome banco de dados relacional). Portanto, uma chave primária nunca pode ter valor nulo, nem repetição.

Simplificando, quando a chave primária é simples, ou seja, é formada por um único campo da tabela, esse campo não pode ter dois ou mais registros de mesmo valor e também não pode conter nenhum registro nulo. Se a chave primária é composta, ou seja, formada por mais de um campo, os valores de cada campo podem se repetir, mas nunca a combinação desses valores. Exemplo: a tabela 'Livros_Autores' tem como chave primária (cod_livro, cod_autor). Podem existir nessa tabela os registros: