Chuva orográfica

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Mecanismo de formação da precipitação orográfica.

Chuva orográfica ou chuva de relevo[1] é a chuva provocada pelas condições do relevo[2].

Ocorre quando uma massa de ar carregada de umidade sobe ao encontrar uma elevação do relevo, como uma montanha. O ar mais quente (mais leve e, geralmente, mais úmido) é empurrado para cima. Com a queda de temperatura, o vapor se condensa, provocando chuva[3]. As chuvas orográficas são de pequena a média intensidade e longa duração. Ocorrem a barlavento, ou seja, na vertente da montanha para onde o vento sopra. A face oposta, a sotavento, é mais seca, sendo chamada de região de sombra da chuva[4]. O fenômeno é comum na Serra do Mar[5]

Referências

  1. SANTOS, Douglas Pio dos. Guia Máximo De Geografia. Clube de Autores, 2010. Página 268
  2. SOUZA, Júlio Seabra Inglez et al. Enciclopédia agrícola brasileira: C-D. EdUSP, 1995
  3. Chuva orográfica. Paraná Educação
  4. STEINKE, Ercília Torres. Climatologia fácil. Oficina de Textos, 2016
  5. MARCHESAN, Jairo; FUNEZ, Leonilda Maria. Gestão da Água em Bacias Hidrográficas: Práxis Coletiva de Educação Ambiental. Appris, 2017
Ícone de esboço Este artigo sobre geografia (genérico) é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.