Ciclo de tanque pressurizado

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
O ciclo de tanque pressurizado. Os tanques de propelente são pressurizados para fornecer combustível e oxidante para o motor, eliminando a necessidade de turbobombas.

O Ciclo de tanque pressurizado é um ciclo de produção de força num motor de foguete de combustível líquido. Nesse processo, os propelentes são impulsionados para as câmaras de combustão através da pressão aplicada nos tanques. A maior vantagem relativa a outros ciclos em motores de foguete, é sua simplicidade, pois não requer bombas nem sistemas de controle sofisticados. Nesse processo, um tanque adicional com gás pressurizado, geralmente hélio ou nitrogênio, libera o seu conteúdo para os tanques de propelente. A medida que a pressão dos tanques de propelentes aumenta, os propelentes são forçados para as câmaras de combustão. A maioria dos motores de controle de atitude e manobras orbitais fazem uso do Ciclo de tanque pressurizado.[1]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências[editar | editar código-fonte]

  1. JOHN R. LONDON III (Outubro 1994). LEO on the Cheap (PDF). [S.l.]: Air University Press. pp. 68–69. ISBN 0-89499-134-5 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre Termodinâmica é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.