Cisterna

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

Cisterna vem do latim cisterna mas com estreita ligação a Cister (Cîteaux), primeiro mosteiro da Ordem monástica cisterciense que começa no século XI na França e depois se estende para toda a Europa e mundo afora. Os monges de Cister foram os primeiros a desenvolver processos de drenagem do solo e também criaram locais para armazenamento da água, sendo pioneiros neste quesito. Uma justa homenagem foi feita ao dar o nome de cisterna para esse reservatório de água.

Disambig grey.svg Nota: Para outros significados, veja Cisterna (neuroanatomia).
Ambox important.svg
Foram assinalados vários aspectos a serem melhorados nesta página ou se(c)ção:
Cisterna do sul do Brasil
O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Cisterna

Uma cisterna (do latim cisterna) ou algibe[1] é um reservatório de águas pluviais, podendo também ser abastecida com o degelo de neve.

Na arquitectura militar constituía-se em elemento essencial à sobrevivência dos defensores diante de um cerco, especialmente nas regiões de clima equatorial e tropical atingidas pelos europeus a partir da etapa dos descobrimentos marítimos. A cisterna é muito utilizada na Região Nordeste (clima semiárido) do Brasil. A da foto é muito utilizada na Região Sul do Rio Grande do Sul: pelo orifício superior é colocada uma calha para recolher a água da chuva.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre arquitetura é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.
  1. «algibe». Dicionário da Língua Portuguesa da Porto Editora. Infopédia