Ciudad de la Paz

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Disambig grey.svg Nota: Este artigo é sobre a futura capital da Guiné Equatorial. Para a capital da Bolívia, veja La Paz. Para outros significados, veja La Paz (desambiguação).

Cidade da Paz[1] (em espanhol: Ciudad de la Paz, anteriormente conhecida como Oyala) é uma cidade da Guiné Equatorial que está sendo construída para substituir Malabo como a capital nacional.[2][3][4] Estabelecida como um distrito urbano em Wele-Nzas em 2015,[5] é agora a sede administrativa de Djibloho, a mais nova província da Guiné Equatorial criada em 2017, e está localizada perto da cidade de Mengomeyén.[6] Em 2017, a cidade foi oficialmente renomeada para Cidade da Paz (Ciudad de la Paz).[7][8][9]

A localização da cidade planejada foi escolhida por seu fácil acesso e clima benigno. Foi projetado pelo ateliê português de arquitetura e urbanismo FAT - Future Architecture Thinking. Projeta-se que tenha cerca de 200 mil habitantes,[10] um novo prédio para o Congresso, várias residências presidenciais e uma área de 8 150 hectares.[11][12] A construção dessa nova capital foi criticada pela oposição política ao presidente Teodoro Obiang, a força motriz por trás da iniciativa. O governo da Guiné Equatorial começou a se mudar para a cidade no início de 2017.[13]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Correia, Paulo (Outono de 2019). «Um década de nova toponímia» (PDF). a folha - Boletim da língua portuguesa nas instituições europeias. N.º 61. pp. 7–13. Consultado em 17 de janeiro de 2020 
  2. Fortin, Jacey (19 de dezembro de 2012). «Poverty-Stricken Equatorial Guinea Builds Expensive Capital City In The Middle Of Nowhere» 
  3. Empresas portuguesas planeiam nova capital da Guiné Equatorial. africa21digital.com. 5 November 2011
  4. Atelier luso desenha futura capital da Guiné Equatorial Arquivado em 15 de outubro de 2015[Erro data trocada] no Wayback Machine.. boasnoticias.pt. 5 November 2011
  5. «Solemn inauguration of the new city of Djibloho». Equatorial Guinea Press and Information Office. 3 de agosto de 2015. Consultado em 25 de setembro de 2017 
  6. Equatorial Guinea’s Future Capital City/IDF– Ideias do Futuro|ArchDaily
  7. «Guiné Equatorial deve milhões de euros a empresas portuguesas». Guiné Equatorial deve milhões de euros a empresas portuguesas. 18 de outubro de 2018. Consultado em 17 de janeiro de 2020 
  8. «Prime Minister presents draft laws before Chamber of Deputies». Equatorial Guinea Press and Information Office. 25 de fevereiro de 2017. Consultado em 24 de fevereiro de 2018 
  9. «Swearing-in of new offices for directors at Ministry for National Defence». Equatorial Guinea Press and Information Office. 3 de agosto de 2017. Consultado em 24 de fevereiro de 2018 
  10. Oyala, una nueva capital para la megalomanía de Obiang. abc.es. 26 December 2012
  11. Arquitetos portugueses projetam nova capital para Guiné Equatorial Arquivado em 10 de maio de 2013[Erro data trocada] no Wayback Machine.. piniweb.com.br. 10 November 2011
  12. Mauricio Lima (4 November 2011) Ateliê português desenha futura capital da Guiné Equatorial. greensavers.pt.
  13. BBC Equatorial Guinea government moves to new city in rainforest

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre Geografia da Guiné Equatorial é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.