Codorna-do-campo

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
NoFonti.svg
Esta página ou secção cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo (desde julho de 2016). Por favor, adicione mais referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Material sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Como ler uma caixa taxonómicaCodorna-do-campo
Nothura maculosa no Parque Nacional da Serra da Canastra

Nothura maculosa no Parque Nacional da Serra da Canastra
Estado de conservação
Status iucn3.1 LC pt.svg
Pouco preocupante (IUCN 3.1)
Classificação científica
Reino: Animalia
Filo: Chordata
Classe: Aves
Ordem: Tinamiformes
Família: Tinamidae
Género: Nothura
Espécie: N. maculosa
Nome binomial
Nothura maculosa
(Temminck, 1815)

A codorna-do-campo (Nothura maculosa), também conhecida como codrona-comum, perdizinho, e codorna-amarela. É o tinamídeo campestre mais comum, e de extensa distribuição geográfica. Ocorrendo no Brasil, Uruguai, Argentina e Paraguai; sendo que ao longo dessas áreas de ocorrência, existem diversas subespécies ou raças geográficas. Alimenta-se de sementes, larvas, insetos e pequenos frutos silvestres. Mede cerca de 23 cm e possui um eficiente colorido mimético. Habita campos ralos e plantações. Sua postura consiste em 3 a 5 ovos de coloração marrom-chocolate.

Ovos de codorna-do-campo

É ave cinegética por excelência, sendo caçada esportivamente pela sua carne e características de sua caçada, efetuada com o auxílio de cães, a qual exige rapidez e precisão no tiro ao vôo, pelo caçador. No Brasil, a caça de qualquer espécie de animal silvestre é regulamentada pela lei 5197, de 1967. Somente o estado do Rio Grande do Sul tem temporadas regulares de caça.

Referências[editar | editar código-fonte]

  • MASSARIOLI, MARCOS, 2003 UNIABC-SP. Tinamiformes do Brasil. Artigo Científico.
Ícone de esboço Este artigo sobre Aves, integrado no Projeto Aves é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.