Cordia leucocephala

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Como ler uma infocaixa de taxonomiaCordia leucocephala Moric
Varronia leucocephala.jpg
Classificação científica
Reino: Plantae
Divisão: Angiosperma
Classe: Dictotiledônea
Ordem: Polemoniales
Família: Boraginaceae
Subfamília: Cordioideae
Género: Cordia
Espécie: C. leucophala
Nome binomial
 Cordia nivea; Cordia Leucocalix; Cordia affinis e Varronia leucocephala.
 os três primeiros, Fresen, o último, Moric[1]

Cordia leucocephala Moric ou Varronia leucocephala é uma planta arbustiva endêmica da Região Nordeste do Brasil. A C. leucocephala é popularmente conhecida como buquê-de-noiva e moleque-duro; é muitas vezes usada como planta ornamental.[2][3]

Características[editar | editar código-fonte]

A C. leucocephala Moric se caracteriza por formar arbustos arredondados, medindo entre 80 cm e 1 m de altura e 2 m de diâmetro. Possui flores brancas, formando um pequeno buquê com média de 15 a 20 flores cada um. Suas folhas são ásperas e compridas, medindo entre 4 e 5 cm; e entre 1 e dois cm de largura.[3][4]

Uso medicinal[editar | editar código-fonte]

É uma planta tradicionalmente usada na medicina popular, no tratamento de reumatismo, úlcera, indigestão e tônico geral. Em estudos feitos em laboratório, com as raízes da C. leucocephala, constatou-se que as mesmas apresentam naftoquinonas (metabólitos secundários) do tipo cordiaquinona J, L e M, metabólitos importantes no combate às doenças desenvolvidas em plantas por fungos fitopatogênicos; e microrganismos causadores de doenças como candidíase, por exemplo, além de inibir a formação de tumores nos humanos, através da ação citotóxica.[3][4]

Referências

  1. Flora do Brasil 2020. «Varronia leucocephala». Consultado em 2 de agosto de 2017 
  2. Camila Maia Silva, Cláudia Inês da Silva, Michael Hrncir, Rubens Teixeira de Queiroz e Vera Lucia Imperatriz Fonseca. «Guia de plantas visitadas por abelhas na Caatinga» (PDF). Consultado em 2 de agosto de 2017 
  3. a b c F. M. Oliveira, H. M. Silva Junior, F. A. Viana, J. C. Diniz; S. A. S. Rocha. «Quantificação por Clae de naftoquinonas do extrato das raízes de Codia leucocephala Moric». Consultado em 2 de agosto de 2017 
  4. a b Giana Thaís Kaufmann. «Investigação fitoquímica de Cordia curassavica» (PDF). Consultado em 2 de agosto de 2017 
Ícone de esboço Este artigo sobre plantas é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.