Crônica da Casa Assassinada

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Text document with red question mark.svg
Este artigo ou secção contém fontes no fim do texto, mas que não são citadas no corpo do artigo, o que compromete a confiabilidade das informações (desde janeiro de 2018). Ajude a melhorar este artigo inserindo fontes.
Crônica da Casa Assassinada
Autor(es) Lúcio Cardoso
Idioma Português
País  Brasil
Assunto Adultério, incesto e insanidade
Gênero Romance, Ficção brasileira
Editora J. Olympio
Lançamento 1959
Páginas 507

Crônica da Casa Assassinada é um livro de Lúcio Cardoso publicado no Brasil em 1959.

Sinopse[editar | editar código-fonte]

Contada por meio de cartas, é uma história densa, cheia de ciúmes, rancores e perversões, numa velha chácara no interior de Minas Gerais, que recebe a visita de uma mulher.

Na história da decadência dos Meneses, descobrem-se parentescos, casos extraconjugais, atos violentos, amores proibidos, relações incestuosas.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]


Ícone de esboço Este artigo sobre um livro é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.