Credo de Jerusalém

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

O Credo de Jerusalém é uma fórmula batismal utilizada pelos primeiros cristãos para confessar a sua fé. Alguns autores, como Philip Schaff, acreditam que ele foi uma das fontes utilizadas pelos Padres da Igreja reunidos no Primeiro Concílio de Constantinopla para compor o Credo niceno-constantinopolitano em 381 d.C.[1] e o datatam em 350 d.C.

Em sua forma original, dada por Cirilo de Jerusalém, ele diz:

Eu creio no Pai, no Filho e no Espírito Santo e no único batismo de arrependimento
 
Aula Catequética 19, Cirilo de Jerusalém[2].

Referências

  1. Philip Schaff. «2». Creeds of Christendom, with a History and Critical notes. Volume I. The History of Creeds. 1. Consultado em 21 de dezembro de 2011 
  2. «Catechetical Lecture 19». New Advent. Consultado em 21 de dezembro de 2011 
Ícone de esboço Este artigo sobre cristianismo é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.