Credo de Jerusalém

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

O Credo de Jerusalém é uma fórmula batismal utilizada pelos primeiros cristãos para confessar a sua fé. Alguns autores, como Philip Schaff, acreditam que ele foi uma das fontes utilizadas pelos Padres da Igreja reunidos no Primeiro Concílio de Constantinopla para compor o Credo niceno-constantinopolitano em 381 d.C.[1] e o datatam em 350 d.C.

Em sua forma original, dada por Cirilo de Jerusalém, ele diz:

Eu creio no Pai, no Filho e no Espírito Santo e no único batismo de arrependimento
 
Aula Catequética 19, Cirilo de Jerusalém[2] .

Referências

  1. Philip Schaff. «2». Creeds of Christendom, with a History and Critical notes. Volume I. The History of Creeds 1 [S.l.: s.n.] Consultado em 2011-12-21. 
  2. «Catechetical Lecture 19». New Advent. Consultado em 2011-12-21. 
Ícone de esboço Este artigo sobre cristianismo é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.