Desktop Management Interface

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Disambig grey.svg Nota: Não confundir com DMIBIOS, ou Direct Media Interface.

A Desktop Management Interface (DMI), em português Interface de Gerenciamento de Área de Trabalho, gera um framework padrão para gerenciamento e rastreamento de componentes em um computador desktop, notebook ou servidor, por meio da abstração de seus componentes do software que os gerencia. O desenvolvimento do DMI marcou o primeiro movimento pelo Distributed Management Task Force (DMTF) nos padrões de gerenciamento de desktop.[1] Antes da introdução do DMI, nenhuma fonte padronizada de informações poderia fornecer detalhes sobre os componentes de um computador pessoal.

Devido ao rápido desenvolvimento de tecnologias do DMTF, como Common Information Model (CIM), o DMTF definiu um processo de "Fim de Vida" para o DMI, que terminou em 31 de março de 2005.

A partir de 1999, a Microsoft exigiu que os fabricantes OEMs e de BIOS suportassem a interface/conjunto de dados do DMI para que obtivessem a certificação da Microsoft.

Referências

  1. «Definition of: DMI». PC Magazine Encyclopedia. pcmag.com. Consultado em 28 de setembro de 2009.. O primeiro padrão de gerenciamento de desktop do DMTF. 


Ícone de esboço Este artigo sobre redes de computadores é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.