Discussão:AZERTY

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

Esse teclado francês é a coisa mais ridícula que tem. Não atende nem aos próprios padrões da língua francesa, quer dizer, é um teclado que não consegue nem servir direito à língua francesa. O cara que resolveu inventar que os franceses deveriam ter um próprio teclado e fez esse servicinho de porco deveria ser fusilado. É terrivel digitar com esse lixo, ainda mais se você vai programar e ter que usar símbolos tipo parênteses, colchetes, etc. Mas bom, a solução não é tão complicada. Você pega um programa pra fazer o mapeamento do teclado, compra uns adesivos e pronto, dá pra refazer o teclado inteiro. E é bom que dá pra personalisar.

Comentário à resposta acima[editar código-fonte]

Ao colega acima: a origem do layout de boa parte dos teclados atuais provém das máquinas de escrever. Isso mesmo. Poucos teclados foram projetados SOMENTE para computador (e.g., DVORAK). Bem, a máquina de escrever AZERTY tem este layout para minimizar a possibilidade de travamento do mecanismo que imprime a letra no papel (nome?) tendo em vista as palavras do idioma. O mesmo princípio usado no QWERTY, para a língua inglesa. Portanto, sua crítica não procede. Ouso dizer que os teclados ABNT são sim ridículos (idem para as máquinas de escrever) pois não levam em conta as palavras de nosso idioma. Veja o projeto do DVORAK para pt-br.

Foto errada[editar código-fonte]

A foto não corresponde a um teclado AZERTY vendido na França, talvez seja de outros países francófonos. Vejam no Google ou, no limite, eu envio a minha.